Rastreamento do câncer de mama: conhecimentos e práticas de trabalhadores na Unidade Básica de Saúde

Carla Nadja Santos de Sousa, Jovanka Bittencourt Leite de Carvalho, Fátima Raquel Rosado Morais

Resumo


O presente estudo tem como objetivo desvelar os aspectos que interatuam na ocorrência do câncer de mama na perspectiva de potencializar as práticas preventivas. Trata-se de uma pesquisa qualitativa realizada com seis profissionais, quatro enfermeiros e dois médicos, no primeiro semestre de 2016 em uma unidade Básica de Saúde de Mossoró, Rio Grande do Norte. Utilizou-se entrevista semiestruturada e a interpretação se deu através da análise de conteúdo temática. Surgiram três categorias: A compreensão dos profissionais acerca da importância do rastreamento do câncer de mama; Como é realizado o rastreamento do câncer de mama na unidade de saúde e Dificuldades para a efetivação do rastreamento do câncer de mama. Os profissionais reconhecem a importância do rastreamento na prevenção e diagnóstico precoce, mas apresentam dificuldades para executá-lo. Há preconceito em realizar o exame clínico das mamas com o profissional do sexo masculino e problemas relativos à gestão, como a baixa oferta de mamografias. Apesar disto, os profissionais reconhecem a importância do rastreamento na prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama, de forma a contribuir para tratamentos menos invasivos e mutiladores.


Palavras-chave


Enfermagem; Neoplasias da mama; Estratégia de Saúde da Família

Referências


Ministério da Saúde (Br). Instituto Nacional do Câncer José Alencar Gomes da Silva. Estimativa 2014: incidência de câncer no Brasil. Brasília, DF: Ministério da Saúde; 2013.

Rosa LM, Radünz V. Survival rates to woman with breast cancer: review. Texto & Contexto Enferm. [Internet]. 2012 [citado em 04 abr 2017]; 21(4):980-9. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v21n4/en_31.pdf

Marchi AA, Gurgel MSC. Adesão ao rastreamento mamográfico oportunístico em serviços de saúde públicos e privados. Rev Bras Ginecol Obstet. [Internet]. 2012 [citado em 20 mar 2017]; 17(4):780-9. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbgo/v32n4/v32n4a07.pdf

Bim CR, Pelloso SM, Carvalho MDB, Previdelli ITS. Early diagnosis of breast and cervical cancer in women from the city of Guarapuava, PR, Brazil. Rev Esc Enferm USP. [Internet]. 2010 [citado em 04 abr 2017]; 44(4):940-6. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v44n4/12.pdf

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (Brasil). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais. Síntese de indicadores sociais: uma análise das condições de vida da população brasileira 2014 [Internet]. Rio de Janeiro: IBGE; 2014 [citado em 04 mar 2017]. [414p.] (Estudos & Pesquisas: informação demográfica e socioeconômica; n.34). Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv91983.pdf

Carlson RW, Allred DC, Anderson, BO, Burstein HJ, Carter WB, Edge SB, et al. Breast cancer. Clinical practice guidelines in oncology. J Natl Comprehensive Cancer Network. 2012; 7(2):122-92.

Goes EF, Nascimento ER. Mulheres negras e brancas e os níveis de acesso aos serviços preventivos de saúde: uma análise sobre as desigualdades. Saúde Debate. [Internet]. 2013 [citado em 21 mar 2017]; 37(99):571-9. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/sdeb/v37n99/a04v37n99.pdf

Altobelli E, Lattanzi A. Breast cancer in European Union: an update of screening programmes as of March 2014 (review). Int J Oncol. [Internet]. 2014 [citado em 24 abr 2017]; 45(5):1785-92. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25174328

Gøtzsche PC, Jørgensen KJ. Screening for breast cancer with mammography. Cochrane Database Syst Rev. [Internet]. 2013 [citado em 24 abr 2017]; 6:(CD001877). Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23737396

Bardin L. Análise de conteúdo. Reimpr. 1ed. Lisboa: Edições 70; 2016. 282p.

Oshiro ML, Bergmann AB, Silva RG, Costa KC, Travaim IEB, Silva GB, et al. Câncer de mama avançado como evento sentinela para avaliação do programa de detecção precoce do câncer de mama no Centro-Oeste do Brasil. Rev Bras Cancerol. [Internet]. 2014 [citado em 24 abr 2017]; 60(1):15-23. Disponível em: https://rbc.inca.gov.br/site/arquivos/n_60/v01/pdf/04-artigo-cancer-de-mama-avancado-como-evento-sentinela-para-avaliacao-do-programa-de-deteccao-precoce-do-cancer-de-mama-no-centro-oeste-do-brasil.pdf

Urban LABD, Schaefer MB, Duarte DL, Santos RP, Maranhão NMA, Kefalas AL, et al. Recomendações do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem, da Sociedade Brasileira de Mastologia e da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia para rastreamento do câncer de mama por métodos de imagem. Radiol Bras. [Internet]. 2012 [citado em 04 abr 2017]; 45(6):334-9. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rb/v45n6/09.pdf

Lourenço TS, Mauad EC, Vieira RAC. Barreiras no rastreamento do câncer de mama e o papel da enfermagem – uma revisão integrativa. Rev Bras Enfer. [Internet]. 2013 [citado em 04 abr 2017]; 66(4):585-91. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v66n4/v66n4a18.pdf

Barreto ASB, Mendes MFM, Thuler CS. Avaliação de uma estratégia para ampliar a adesão ao rastreamento do câncer de mama no Nordeste brasileiro. Rev Bras Ginecol Obst. [Internet]. 2012 [citado em 24 mar 2017]; 34(2):86-91. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbgo/v34n2/a08v34n2.pdf

Fernandes DA, Silva SMM, Dapont AMP, Netto RH, Silva LR, Amorim CSV, et al. Análise da prevalência de exames monográficos realizados no sistema público de saúde do Estado do Acre, Amazônia, Brasil, utilizando-se a classificação BI-RADS®. Rev Bras Mastol. 2012; 20(2):71-5.

Vieira RAC, Mauad EC, Matheus AGZ, Mattos JSC, Haikel Júnior RL, Bauab SP. Rastreamento mamográfico: começo – meio – fim. Rev Bras Mastol. 2012; 20(2):92-7.

Rosa LM, Radünz V. Women with breast cancer: from symptoms to adjuvant treatment. Texto & Contexto Enferm. [Internet]. 2013 [citado em 04 abr 2017]; 41(8):990-9. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v22n3/en_v22n3a18.pdf

Sousa CNS, Santiago CMC, Pereira WO, Morais FRR. Epidemiological profile of cancer: study in an oncology and hematology hospital. Rev Enferm UFPE on line. [Internet]. 2012 [citado em 04 mar 2017]; 6(5):983-9. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/download/7159/27582




DOI: https://doi.org/10.18554/refacs.v7i3.3752

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.