PROJETO ADOLESCER: PROMOVENDO EDUCAÇÃO EM SAÚDE COM ADOLESCENTES DE UMA ESCOLA MUNICIPAL DE SANTA MARIA

Catiele Piccin, Caren da Silva Bertoldo, Fernanda Soares Martins, Gabriela Oliveira, Kélen de Barcelos Astarita, Lúcia Beatriz Ressel, Oclaris Lopes Munhoz, Pedro Henrique Silva Ceretta, Polyana de Lima Ribeiro, Tierle Kosloski Ramos

Resumo


Objetivo: descrever os encontros com adolescentes promovidos por bolsistas do Programa de Educação Tutorial do Curso de Graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Santa Maria. Método: trata-se de um relato de experiência embasado na vivência prática do desenvolvimento do Projeto de Extensão intitulado “Adolescer”. O projeto é pautado pela metodologia participativa, que possibilita a participação horizontal e dinâmica de todos os envolvidos na construção do conhecimento e compartilhamento de experiências. Resultados: foram realizados cinco encontros, balizados acerca dos seguintes temas: sexualidade, drogas, redes sociais e violência contra a mulher. Os encontros proporcionaram momentos de reflexão permeados por rodas de conversas e atividades dinâmicas. Conclusão: o projeto transcendeu os muros da universidade e contribuiu para a promoção e a prevenção à saúde junto ao público-alvo em locais de vulnerabilidade social.


Texto completo:

PDF PDF ENGLISH

Referências


Santos SJ, Andrade RD, Mello DF, Maia MAC. Educação em saúde na adolescência: contribuições da estratégia saúde da família. Rev. Soc. Bras. Enferm. Ped. 2014 Jul, 14(1): 20-6.

Leite CT, Vieira RP, Machado CA, Quirino GS, Machado MFAS. Prática de educação em saúde percebida por escolares. Cogitare Enferm. 2014 Jan/Mar; 19(1):13-19.

Tôrres TRF, Nascimento EGC,Alchien JC. O cuidado de enfermagem na saúde sexual e reprodutiva dos adolescentes.Adolesc. Saúde, Rio de Janeiro. 2013 Abr, 10(1): 16-26.

Freire P. Pedagogia do oprimido. 17 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra; 1987.

Gonçalves RAB, Gonçalves RG. Metodologias participativas na construção de saberes sobre a relação comunidade e escola.Rev.Artifícios UFPA. Belém, 2012; 3(2): 01-18.

Macedo EOS, Conceição MIG. Significações sobre adolescência e saúde entre participantes de um grupo educativo de adolescentes. Psicologia: ciência e profissão. 2015, 35(4), 1059-1073.

Enderle C F, Kerber NPC, Susin RLO, Gonçalves BG. Parto de adolescentes: elementos qualitativos da assistência. Revista da Escola de Enfermagem, USP, São Paulo, v.46 n.2, abril, 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S008062342012000200004&

script=sci_arttext.

Ronzani TM, Silveira PS. Prevenção ao uso de álcool e outras drogas no contexto escolar. Juiz de Fora: Ed. UFJF, 2014. 160 p. 9. Pereira LF. Internet, pais infantis e banalidades. 2014; [citado 04 jul 2016]. Disponível em: http://coral.ufsm.br/congressodireito/anais/2015/6-14.pdf.

Fonseca RMGS. Gênero e saúde da mulher: uma releitura do processo saúde-doença das mulheres. In: Fernandes RAQ, Narchi NZ, organizadoras. Enfermagem e Saúde da Mulher. Santana do Parnaíba: Mahole; 2012. p. 30-61.




DOI: https://doi.org/10.18554/reas.v6i2.2022

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/