INCIDÊNCIA E CARACTERIZAÇÃO DOS CASOS DE HEPATITE A NO ESTADO DE MINAS GERAIS

Regiane Aparecida Furlan Ferreira, Sybelle de Souza Castro

Resumo


RESUMO

Objetivo: Analisar a incidência por sexo e faixa etária e caracterizar os casos de Hepatite A do estado de Minas Gerais quanto à forma clínica e o estado vacinal.Métodos: Utilizou-se banco de dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN) fornecidos pela Secretaria do Estado da Saúde de Minas Gerais para o ano de 2013. Resultados: Houve predomínio do sexo feminino, maior prevalência na faixa etária de 5-9 anos, contaminação por água e alimentos contaminados, evolução para hepatite aguda, maioria dos casos não vacinados para Hepatite A e diagnóstico confirmado por exame laboratorial. A incidência foi maior no sexo feminino em quase todas as faixas etárias. Conclusão: Estratégias de saneamento básico, educação sanitária, cultural e do programa de vacinação são fundamentais para a prevenção da doença. Campanhas de vacinação para hepatite A seriam oportunas em faixas etárias específicas para os não vacinados.


Texto completo:

PDF PDF ENGLISH


DOI: https://doi.org/10.18554/reas.v8i2.2926

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/