O ENTRELAÇAMENTO DE PASSADO E PRESENTE EM A TARDE DA SUA AUSÊNCIA, DE CARLOS HEITOR CONY

Fatima Rejane Meneses

Resumo


A memória (mnémé) e sua pretensão de verdade, a memória individual e a coletiva, bem como o entrelaçamento de passado e presente – tomando por base as concepções de Ricoeur (2007) e Halbwachs (2006) – serão aqui estudados fazendo um contraponto com o romance A tarde da sua ausência, de Cony. O objetivo deste trabalho é mostrar como a fenomenologia da memória, segundo Ricoeur (2007, p. 23), “estrutura-se em torno de duas perguntas: De que há lembranças? De quem é a memória?”, sendo a primeira pergunta mais importante. Assim, o foco será dado à lembrança de um fato do passado retido na memória de Henrique e Vera que afetará suas vidas no decorrer de toda a narrativa. A ausência, que faz parte do título da obra, mostra como esta desempenha um papel primordial no desencadeamento da memória e na busca da verdade. Duas imagens são especialmente essenciais nessa narrativa: uma fotografia e a rede na varanda, responsáveis pela rememoração do passado e pelos traços de memória individual e coletiva.

Palavras-chave: Memória. Passado e presente. Memória individual e coletiva. usência, de Cony. 

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18554/ri.v8i2.1127

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 ISSN 1981-0601

 Qualis B2 (LINGUíSTICA E LITERATURA/ Quadriênio 2013-2016)