CONHECIMENTO DE ACADÊMICOS DE ENFERMAGEM SOBRE AVALIAÇÃO E TRATAMENTO DE FERIDAS

Tatiane Baratieri, Carine Teles Sangaleti, Maria Regiane Trincaus

Resumo


Objetivo: Verificar o conhecimento dos acadêmicos do último período do curso de enfermagem, de uma universidade pública do Paraná, sobre avaliação e tratamento de feridas. Método: Pesquisa quantitativa, com 30 acadêmicos. Dados foram coletados com auxílio de um questionário semiestruturado, em setembro de 2011, e analisados por estatística descritiva. Resultados: Apontaram pouco conhecimento dos acadêmicos sobre histórico do portador de feridas; houve maior número de respostas corretas no quesito avaliação de feridas; sobre avaliação e tratamento, os acertos variaram de 47% a 93%; na análise de figuras, para determinação da cor da pele circundante, 39,2% de acertos e em 32,5% não havia resposta; dificuldade para descrever os sinais de infecção de uma ferida, sendo que 20% confundiram com sinais de inflamação. Conclusão: Existe necessidade de aprimoramento formativo das escolas e técnico-científico dos acadêmicos sobre o tema, preparando-os para atuação no SUS, atendendo às necessidades de saúde da população.


Texto completo:

PDF

Referências


Blanck M. Curso de Feridas: Anatomia, histologia, fisiologia, imunologia, microbiologia e o processo cicatricial. Enferm. atual. 2009; 9(49):6-12.

Medeiros ABA, Soares MJGO, Costa MML, Santos AAR, Torres GV, Mendes FRP. Técnicas de curativo: prática de acadêmicos de enfermagem de uma instituição de ensino superior. Rev. enferm. UFPE on line [Internet]. 2011 [cited 2012 Dec 05];2(n. esp):379-87. Available from:

http://www.revista.ufpe.br/revistaenfermagem/index.php/revista/article/view/1780/pdf_465

Santos AAR, Medeiros ABA, Soares MJGO, Costa MML. Observação da técnica de curativos realizada pelos profissionais de enfermagem em um hospital público. Rev. enferm. UFPE on line [Internet]. 2010 [cited 2012 Nov 15];4(3):1357-64. Available from:

http://www.revista.ufpe.br/revistaenfermagem/index.php/revista/article/view/928/pdf_134A

Ceccim RB, Feuerwerker LCM. O Quadrilátero da Formação para a Área da Saúde: Ensino, Gestão, Atenção e Controle Social. Physis (Rio J.). 2004;14(1):41- 65.

Ceccim RB, Armani TB, Oliveira DLLC, Moraes M, Santos ND. Imaginários da formação em saúde no Brasile os horizontes da regulação em saúde suplementar. Ciênc. saúde coletiva (Online) [Internet]. 2008 [cited 2012 Dec 14];13(5):1567-1578. Available from: http://www.scielo.br/pdf/csc/v13n5/21.pdf

Ceccim RB. A emergência da educação e ensino da saúde: interseções e intersetorialidades. Cienc. saude [Internet]. 2008 [cited 2012 Oct 22];01(1):9-23. Available from: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/faenfi/article/viewFile/3859/2936

Santos AAR, Medeiros ABA, Soares MJGO, Costa MML. Avaliação a tratamento de feridas: o conhecimento de acadêmicos de enfermagem. Rev. enferm. UERJ. 2010;18(4):547-52.

Morais GFC, Oliveira SHS, Soares MJGO. Avaliação de feridas pelos enfermeiros de instituições hospitalares da rede pública. Texto & contexto enferm [Internet]. 2008 [cited 2012 Sep 18];17(1):98-105. Available from: http://www.scielo.br/pdf/tce/v17n1/11.pdf

Blanck M. Cuidados perilesionais e aspectos no tratamento de lesões. Enferm. atual. 2009; 9(52):6-12.

Salomé GM, Espósito VH. Vivências de acadêmicos de enfermagem durante o cuidado prestado às pessoas com feridas. Rev. bras. Enferm [Internet]. 2008 [cited 2012 Oct 13];61(6): 822-7. Available from: http://www.scielo.br/pdf/reben/v61n6/a05v61n6

Carneiro CM, Sousa FB, Gama FN. Tratamento de feridas: assistência de enfermagem nas unidades de atenção primária à saúde. Revista Enfermagem Integrada. 2010;3(2):494-505.

Ferreira AM, Bogamil DDD, Tormena PC. O enfermeiro e o tratamento de feridas: em busca da autonomia do cuidado. Arq. bras. ciênc. saúde [Internet]. 2008 [cited 2013 Jan 22];15(3):105-9. Available from: http://www.cienciasdasaude.famerp.br/racs_ol/vol-15-3/IDN269.pdf

Belo Horizonte. Minas Gerais. Prefeitura Municipal de Belo Horizonte Secretaria Municipal de Políticas Sociais Secretaria Municipal de Saúde Gerência de Assistência. Coordenação de Atenção à Saúde do Adulto e do Idoso. Protocolo de assistência aos portadores de feridas. Belo Horizonte/MG. [Internet] 2010 [cited 2012 May 27]. Available from: http://www.pbh.gov.br/smsa/biblioteca/atadulto/protocoloferidas.pdf

São Paulo. Secretaria da Saúde. Protocolo de prevenção e tratamento de úlceras crônicas e do pé diabético. Secretaria da Saúde. Programa de prevenção e tratamento de úlceras crônicas e do pé diabético. São Paulo. [Internet] 2010 [cited 2012 May 27]. Available from: http://www.unasus.unifesp.br/biblioteca_virtual/esf/1/casos_complexos/Ilha_das_Flores/Feridas_MT1_v1.pdf. Cited 27 maio 2012.

Ferreira AM, Candido MCFS, Candido MA. O cuidado de pacientes com feridas e a construção da autonomia do enfermeiro. Rev. enferm. UERJ [Internet]. 2010 [cited 2013 Jan 25];18(4):656-60. Available from: http://www.revista.ufpe.br/revistaenfermagem/index.php/revista/article/view/523/pdf_221

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância Epidemiológica. Manual de condutas para tratamento de úlceras em hanseníase e diabetes. Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Departamento de Vigilância Epidemiológica. 2. ed., rev. e ampl. Brasília: Ministério da Saúde; 2008.

Salomé GM. Avaliando lesão: práticas e conhecimentos dos enfermeiros que prestam assistência ao indivíduo com ferida. Saude Colet [Internet]. 2009 [cited 2013 Jan 23 ];06(35):280-287. Available from: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=84212201006

Silva FAA, Freitas CHA, Jorge MSB, Moreira TMM, Alcântara MCM. Enfermagem em estomaterapia: cuidados clínicos ao portador de úlcera venosa. Rev Bras Enferm [Internet]. 2009 [cited 2012 Dec 11]; 62(6): 889-93. Available from: http://www.scielo.br/pdf/reben/v62n6/a14v62n6.pdf

Caliri MHL, Martins GP. Análise da produção científica da enfermagem brasileira na área de feridas crônicas e meios utilizados para sua disseminação. Rev Estima. 2008;6(1):14-21.

Alcoforado CLGC, Espírito Santo FH. Saberes e práticas dos clientes com feridas: um estudo de caso no município de Cruzeiro do Sul, Acre. REME rev. min. enferm. 2012;16(1): 11-17.




DOI: https://doi.org/10.18554/

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/