FRAGILIDADES DA ATUAÇÃO DO AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE NA VIGILÂNCIA ALIMENTAR E NUTRICIONAL DE CRIANÇAS

Ludmilla Barros Araujo Silva, Clemilson Antonio Silva, Fabiane Aparecida Canaan Rezende

Resumo


O objetivo deste trabalho foi relatar a experiência de capacitações desenvolvidas com 29 Agentes Comunitários de Saúde (ACS), sobre vigilância e educação alimentar e nutricional em crianças menores de 5 anos. Trata-se de um relato de experiência das oficinas realizadas com os ACS da Estratégia de Saúde da Família, de três municípios da região do Jalapão, Tocantins. Os municípios foram escolhidos devido aos índices elevados de desnutrição crônica e sobrepeso em crianças menores de 5 anos. O processo de capacitação baseou-se no emprego de metodologias ativas de ensino-aprendizagem, aplicadas em três encontros, com duração de quatro horas e com intervalos de um mês. As capacitações promoveram melhoria significativa no aprendizado sobre os temas abordados e identificou-se que os ACS necessitam de treinamentos e capacitações mais frequentes e de equipamentos adequados, em quantidade suficiente para execução de suas atribuições.


Texto completo:

PDF

Referências


Castro IRR. Vigilância nutricional no Brasil: Limitações e interfaces com a rede de saúde. Rio de Janeiro: FIOCRUZ, 1995.

Organização Pan-Americana de Saúde (Brasil). Indicadores básicos para a saúde no Brasil: conceitos e aplicações. Brasília: Rede Interagencial de Informação para a Saúde. 2008; 2:13.

Ministério da Saúde (Brasil), Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. Cadernos de atenção básica: obesidade. Brasília: Ministério da Saúde, 2006.

Ministério da saúde (Brasil), Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica, Coordenação-Geral da Política de Alimentação e Nutrição. Chamada nutricional da região norte 2007: resumo executivo. Brasília: Ministério da Saúde, 2009.

Monteiro F, et al. Bolsa Família: insegurança alimentar e nutricional de crianças menores de cinco anos. Ciênc. saúde coletiva. 2014; 19(5): 1347-58.

Ministério da Saúde (Brasil), Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. Orientações para a coleta e análise de dados antropométricos em serviços de saúde: Norma técnica do Sistema de vigilância Alimentar e Nutricional – SISVAN. Brasília: Ministério da Saúde, 2011.

Ministério da Saúde (Brasil), Série A, Normas e manuais técnicos. Vigilância alimentar e nutricional – SISVAN: orientações básicas para a coleta, processamento, análise de dados e informação em serviços de saúde. Brasília: Ministério da Saúde, 2004.

Fundo das Nações Unidas para a Infância. Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional: Orientações para a implementação nos municípios. Brasília: Ministério da Saúde, 2010.

Costa SM, Araújo FF, Martins LV, Nobre LLR, Araújo FM et al. Agente Comunitário de Saúde: elemento nuclear das ações em saúde. Ciên. saúde coletiva. 2012; 18(7): 2147-2156.

Ministério da Saúde (Brasil), Secretaria de Políticas de Saúde, Departamento de Atenção Básica. Modalidade de contratação de agentes comunitários de saúde: Um pacto tripartite. Brasília: Ministério da Saúde, 2002.

Baralhas M, Pereira MAO. Prática diária dos agentes comunitários de saúde: dificuldades e limitações da assistência. Rev. Bras. Enferm. 2013; 66(3): 358-365.

Marzari CK, Junges JR, Selli, L. Agentes comunitários de saúde: perfil e formação. Ciên. saúde coletiva. 2011; 16(Supl. 1): 873-880.

Donaduzzi DSS. A educação para o trabalho na perspectiva do agente comunitário de saúde [dissertação de mestrado]. Santa Maria: Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Mestrado em Enfermagem; 2012.

Bagni UV, Barros DC. Capacitação em antropometria como base para o fortalecimento do Sistema de vigilância Alimentar e Nutricional no Brasil. Rev. Nutr. 2012; 25(3): 393-402.

Melo MB, Brant LC, Oliveira LA, Santos APS. Qualificação de agentes comunitários de saúde: instrumento de inclusão social. Trab. educ. saúde. 2009; 7(3): 463-477.

Baptisni RA, Figueiredo TAM. Agente Comunitário de Saúde: desafios do trabalho na zona rural. Ambient. soc. 2014; 17(2): 53-70.




DOI: https://doi.org/10.18554/

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/