ATIVIDADES EDUCATIVAS ESTIMULANDO O AUTOCUIDADO E PREVENÇÃO DO CÂNCER FEMININO

Lorena Campos Mendes, Thaís Cristina Elias, Taciana Nunes dos Santos, Erika Mendes Tayar, Sueli da Silva Riul

Resumo


Objetivo: descrever as práticas educativas, realizadas com estudantes do ensino médio noturno de escolas estaduais do município de Uberaba/MG, a respeito de ações de incentivo ao autocuidado em relação à prevenção e diagnóstico do câncer de mama e do colo do útero. Método: trata-se de um relato de experiência desenvolvido com alunas de escolas estaduais de caráter regular e modalidade presencial do período noturno. Resultados: foi beneficiado um grupo de aproximadamente 1040 estudantes. Notou-se que, de um modo geral, as mulheres eram carentes de informações relacionadas à temática e que possuíam um déficit de conhecimento maior referente à Autopalpação das Mamas em relação ao exame Papanicolaou. Considerações finais: observou-se que a transmissão de informações neste contexto é de extrema importância, e apresenta-se como uma ferramenta fundamental na assistência de Enfermagem.


Texto completo:

PDF PDF ENGLISH

Referências


REFERÊNCIAS

Ministério da Saúde. Instituto Nacional de Câncer (BR). Ações de enfermagem para o controle do câncer: uma proposta de integração ensino-serviço. 3ed. Rio de Janeiro: INCA; 2008.

Ministério da Saúde. Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (BR). Estimativa 2016: incidência de câncer no Brasil. Rio de Janeiro: INCA; 2015.

Ministério da Saúde. Instituto Nacional de Câncer (BR). Estimativa 2012: incidência de câncer no Brasil. Rio de Janeiro: INCA; 2011.

Silva SR, Lício FC, Borges LV, Mendes LC, Vicente NG, Gomes NS. Atividades educativas na área da saúde da mulher: um relato de experiência. REAS. 2012;1(1):106-12.

Valente CA, Andrade V, Soares MBO, Silva SR. Women’s knowledge about the papanicolaou exam. Rev. Esc. Enferm. USP. 2009;43(Esp2):1193-8.

Silva IJ, Oliveira FV, Silva SED, Polaro SHI, Radünz V, Santos EKA, et al. Care, self-care and caring for yourself: a paradigmatic understanding thought for nursing care. Rev. Esc. Enferm. USP. 2009;43(3):697-703.

Ministério da Saúde (BR). Cadernos de atenção básica: controle dos cânceres do colo do útero e da mama. Brasília: MS; 2013.

Mendes LC, Silveira CF, Silva SR. Conhecimento de mulheres a respeito do exame de Papanicolaou e do Autoexame das Mamas. REAS. 2013;2(3):4-17.

Thornton H, Pillarisetti RR. ‘Breast awareness’ and ‘breast self-examination’ are not the same. What do these terms mean? Why are they confused? What can we do? Eur J Cancer. 2008;44(15):2118-21.

Silva NRA, Soares DA, de Jesus SR. Conocimiento y práctica del autoexamen de mamas por usuarias de la Unidad de Salud de la Familia. Enferm. glob. 2013;29:463-76.

Cirino FMSB, Nichiata LYI, Borges AV. Conhecimento, atitudes e práticas na prevenção do câncer de colo uterino e HPV em adolescentes. Esc. Anna Nery. 2010;14(1):126-34.

Oliveira SL, Almeida ACH. A percepção das mulheres frente ao exame de Papanicolaou: da observação ao entendimento. Cogitare enferm. 2009;14(3):518-26.

Abril FGM, Díaz JMO, Fuentes NAV, Pacheco ALM, Amaya GH. Factores asociados a la práctica correcta del autoexamen de mama en mujeres de Tunja (Colombia). Invest Educ Enferm. 2012;30(1):18-27.

Molina MCC, Stoppiglia PGS, Martins CBG, Alencastro LCS. Conhecimento de adolescentes do ensino médio quanto aos métodos contraceptivos. O Mundo da Saúde. 2015;39(1):22-31.




DOI: https://doi.org/10.18554/reas.v6i1.1792

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/