FORMAÇÃO DE PROFISSIONAIS DE SAÚDE DE ALTO NÍVEL É O COMPROMISSO DA UNIVERSIDADE ABERTA DO SUS (UNA-SUS)

Francisco Eduardo de Campos

Resumo


Apesar dos inúmeros obstáculos no passado e no presente, a criação e implantação do Sistema Único de Saúde (SUS) é inegavelmente uma história de sucesso. Os números consolidados de 2011 pelo DATASUS são impressionantes: 24.600 transplantes, 2 milhões de partos e 105 milhões de atendimentos de emergência realizados. Outro exemplo contundente foi a redução da taxa de mortalidade infantil de 62/1.000 nascidos vivos em 1990 para 14/1.000 nascidos vivos em 2012, superando o quarto Objetivo de Desenvolvimento do Milênio da ONU, que era de reduzir em dois terços os valores iniciais até 2015. Contudo, os números não revelam a importância de um dos pilares de sustentação do sistema: os trabalhadores de saúde. Por vezes invisíveis aos olhos dos gestores, mas vívidos na percepção dos usuários do SUS, a atuação desses trabalhadores no cotidiano de centros de saúde, pronto-socorro, ambulâncias e hospitais é a matéria que transforma sonhos em realidade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18554/

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/