HISTÓRIAS DE (RE) EDIÇÃO DE UM SCRIPT EM INGLÊS POR MEIO DO GOOGLE DOCS: O PROFESSOR E A COLABORAÇÃO

Gilmar Martins de Freitas Fernandes

Resumo


Na contemporaneidade, considerando a evolução das tecnologias digitais, surgem novas possibilidades de ensino-aprendizagem em contextos online por meio de uma interconectividade negociada. Nesse cenário, algumas ferramentas digitais parecem favorecer o trabalho, o ensino e a aprendizagem de forma colaborativa e cooperativa. Portanto, neste artigo, objetivo narrar e analisar uma experiência de (re) escrita de um script em língua inglesa, por meio da ferramenta digital Google Docs. Participaram desta investigação narrativa seis alunos do terceiro ano do Ensino Médio de um Curso Técnico em Mineração. Desenvolvo esta pesquisa sob a perspectiva teórico-metodológica da Pesquisa Narrativa, seguindo o caminho epistemológico proposto por Clandinin e Connelly (2000, 2011 et al).  Analiso as experiências (re) vividas e (re) contadas pelo processo de composição de sentidos, como estabelecido pelos autores Ely, Vinz, Downing e Anzul (2001). A partir das experiências vividas e dos sentidos compostos foi possível identificar, dentre outras questões, que a ferramenta digital Google Docs pode favorecer o desenvolvimento da habilidade de escrita dos alunos em língua inglesa e que o planejamento - gerenciamento das atividades e, principalmente, o envolvimento do professor no processo de (re) escrita podem contribuir para o trabalho colaborativo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18554/ri.v10i2.2278

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 ISSN 1981-0601

 Qualis B2 (LINGUíSTICA E LITERATURA/ Quadriênio 2013-2016)