ALINE, GÊNEROS E LEITURA: POR NOVOS PARADIGMAS DE ENSINO PARA O GÊNERO TIRINHA NO ENSINO BÁSICO

Autores

  • Alex Caldas Simões

DOI:

https://doi.org/10.18554/ri.v3i01.97

Resumo

Os PCN´s  e o CBC-MG propõem que o ensino de língua materna tenha por  ênfase o estudo da linguagem, levando-se em conta a multiplicidade de gêneros discursivos, que orientam produtores e receptores na produção/compreensão de textos orais/escritos de qualquer  natureza. Tal demanda educativa, portanto, pressupõe a elaboração de novas estratégias de ensino que contemplem as atuais orientações pedagógicas pautadas no ensino da leitura e da produção de gêneros diversos. Com base nessas orientações, em março de 2009, o MEC incluiu no acervo de livros didáticos das escolas públicas brasileiras 27 títulos de histórias em quadrinhos através do Programa Nacional Biblioteca na Escola. Em nossa exposição, portanto, pautados principalmente nas sugestões de ensino de leitura de Pietri, pretendemos apresentar uma estratégia de ensino para o gênero tirinha que leve em consideração a leitura como atividade complexa dependente da decodificação do leitor e do processo de interação entre leitor e escritor. A partir de um corpus composto por 20 tirinhas de Aline - da série "Aline Gorda" -, do cartunista Adão Iturrusgarai, observaremos, portanto, como ensinar a leitura e a escrita de gêneros discursivos multimodais pode ser produtivo e instigante para o ensino de língua materna no Ensino Básico.

Downloads