CONCEITO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES E DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL: SUAS DIFERENTES EXPRESSÕES E CONCEPÇÕES

Aline Tatiane Evangelista de Oliveira

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo discutir sobre os temas “Formação de Professores” e “Desenvolvimento Profissional Docente (DPD)” por meio de pesquisa bibliográfica. Inicia-se com uma análise sobre os temas a partir dos autores Marcelo Garcia (1999) e Fiorentini e Crecci (2013). Aponta as ideias principais discutidas pelos autores, busca estabelecer relações entre as suas diferentes dimensões e procura discutir as inúmeras expressões que foram e ainda são usadas para representar a formação de professores. Uma pergunta chave, levantada por Fiorentini e Crecci (2013), em relação à formação de professores, instigou-nos a debruçar sobre tais temas: “O DPD é um termo-guarda-chuva ou um novo conceito?”. Observa-se que independentemente da expressão ou termo usado para nos remeter à formação do professor ou ao desenvolvimento profissional, o mais importante são mudanças relacionadas às políticas públicas que as organizam e as promovem; bem como a conscientização dos professores em relação a tal conceito. 


Palavras-chave


Formação. Formação Docente. Desenvolvimento Profissional Docente.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Célia Maria de Castro. A problemática da formação de professores e o mestrado Em educação da Uniube. Revista profissão docente (online), Uberaba, v.1, n.1, fev. 2001, p.02-04.

ALVARADO PRADA, Luis Eduardo. Formação de Docentes em Serviço. In: ______________Formação participativa de docentes em serviço. Taubaté, SP: Cabral Editora Universitária, 1997. p. 87-103.

AZEVEDO, R.O.M. et al. Formação inicial de professores da educação básica no Brasil: trajetória e perspectivas. Rev. Diálogo Educ., Curitiba, v.12, n.37, p.997-1026, set./dez.2012.

BRASIL.CNE. Resolução N° 2, de 1° de julho de 2015. Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=comdocman&view=download&alias=17719-res-cne-cp-002-03072015&categoryslug=julho-2015-pdf&Itemid=30192

DOURADO, L.F. Diretrizes curriculares nacionais para a formação inicial e continuada dos profissionais do magistério da educação básica: concepções e desafios. Educ. Soc., Campinas, v.36, n°131,p.299-324,abri.-jun.,2015. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v36n131/1678-4626-es-36-131-00299.pdf

FIORENTINI, D.; CRECCI, V. Desenvolvimento Profissional Docente: um termo guarda-chuva ou um novo sentido à formação? Revista Brasileira sobre Formação Docente. Belo Horizonte. V.5, p. 11 a 23, jan/jul/2013. Disponível em: http://formacaodocente.autenticaeditora.com.br

GATTI, B.A. Formação de professores: condições e problemas atuais. Revista Brasileira de formação de Professores – RBFP. Vol. 1, n.1, p.90-102, maio/2009. Disponível em: HTTPS://itp.ifsp.edu.br/ojs/index.php/RIFP/article/dowload/347/360

MARCELO Garcia, Carlos. Estrutura Conceptual da Formação de professores. In: ______ Formação de Professores: para uma mudança educativa. Lisboa: Porto Editora. 1999, p. 17-33.

______________________. Desenvolvimento Profissional dos Professores. In: ___________Formação de Professores: para uma mudança educativa. Lisboa: Porto Editora. 1999, p. 136-145.

MELLO, S.A; LUGLE, A.M.C. Formação de professores: implicações pedagógicas da Teoria Histórico-Cultural. Revista Contrapontos-Eletrônica, v.14, n.2, maio/ago 2014. Disponível em: http://siaiap32.univali.br/seer/index.php/rc/article/view/4763/pdf_31

PRADO, A.F. et al. Ser professor na contemporaneidade: desafios da profissão. Disponível em: https://www.inesul.edu.br/revista/arquivos/arq-idvol__1373923960.pdf. Acesso em: 26/03/17.

SILVA, A.L.S. Mapas conceituais no processo ensino-aprendizagem: aspectos práticos. Disponível em: http://www.infoescola.com/pedagogia/mapas-conceituais-no-processo-de-ensino-aprendizagem-aspectos-praticos/. Acesso em: 28/03/17.

VEIGA, Ilma Passos Alvarenga. Ensinar, aprender, e avaliar com mapas conceituais. In: ________(org.). Novas tramas para as técnicas de ensino e estudo. Campinas. SP: Papirus 2013.




DOI: https://doi.org/10.18554/rt.v0i0.2659

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista Triângulo

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

A Revista Triângulo é signatária da DECLARAÇÃO DO MÉXICO - Declaração Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomenda o uso da licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual (CC BY-NC -SA, em inglês) para garantir a proteção da produção acadêmica e científica regional em Acesso Aberto. 

Triangulo Journal is signatory of MEXICO DECLARATION - LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT Joint Declaration recommending the use of the license to ensure the protection of academic production and regional scientific research in Open Access.

La Revista Triangulo es signataria de la DECLARACIÓN DE MÉXICO - Declaración Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomienda el uso de la licencia Creative Commons Asignación-NoComercial-CompartirIgual (CC BY-NC -SA, en inglés) para garantizar la protección de la producción académica y científica regional en Acceso Abierto.