O GÓTICO E O NACIONAL NA OBRA ENCARNAÇÃO, DE JOSÉ DE ALENCAR.

Autores

  • Stela de Castro Bichuette Universidade Estadual de Campinas
  • Franciele Fatima de Lara Universidade Estadual do Centro Oeste (Unicentro)

DOI:

https://doi.org/10.18554/ri.v11i01.2936

Resumo

Este trabalho mostra a apropriação feita pelo escritor José de Alencar (1829-1877), na obra Encarnação (1893), de alguns aspectos do gótico e de como essa apropriação contribuiu para a construção do romance no Brasil, do gótico nacional e da ideia do nacional. Assim, coloca-se esse estudo dentro da história do gótico no Brasil e desenvolve outra análise possível para o Romantismo alencariano dentro da historiografia literária brasileira. Para tanto, embasar-se-á em textos teóricos de pesquisadores como Vasconcelos (2002), Helena (2006), Menon (2007), Sá (2010), Pires (2011). O estudo divide-se em quatro momentos: (i) apresentação do contexto histórico sobre o gótico; (ii) o surgimento do gótico na literatura; (iii) Encarnação e sua análise pelo viés dos aspectos góticos e (iv) a construção do nacional dentro do romance alencariano. A partir do confronto com outros romances alencarianos e com a série literária, mostrou-se como José de Alencar fez o uso dos elementos góticos, apontando como exemplos algumas passagens da narrativa e de como o escritor organiza o projeto de construção do nacional em seu romance e do Romantismo brasileiro. Desse modo, afirma-se que Encarnação (1893) traz em sua narrativa alguns aspectos do gótico e do nacional.  

 

Biografia do Autor

Stela de Castro Bichuette, Universidade Estadual de Campinas

Mestre e Doutora pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) e pós doutorando em Teoria e História Literária na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

Franciele Fatima de Lara, Universidade Estadual do Centro Oeste (Unicentro)

Graduada em letras pela Universidade Estadual do Centro Oeste (Unicentro)

Downloads

Publicado

2019-05-08

Como Citar

BICHUETTE, S. de C.; DE LARA, F. F. O GÓTICO E O NACIONAL NA OBRA ENCARNAÇÃO, DE JOSÉ DE ALENCAR. InterteXto, Uberaba, v. 11, n. 01, p. 1–21, 2019. DOI: 10.18554/ri.v11i01.2936. Disponível em: https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/intertexto/article/view/2936. Acesso em: 25 maio. 2022.