Adsorção do corante verde de malaquita utilizando casca de banana e sabugo de milho como adsorvente

Autores

  • Sandra Cristina Dantas Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM) http://orcid.org/0000-0003-4775-040X
  • Gustavo Fernandes Teixeira Universidade Federal do Triângulo Mineiro
  • Júlia Galvani Ferrari Universidade Federal do Triângulo Mineiro
  • Letícia Motta Ruy Universidade Federal do Triângulo Mineiro
  • Renata Soares Trindade Universidade Federal do Triângulo Mineiro
  • Victória de Oliveira Carmello Universidade Federal do Triângulo Mineiro

DOI:

https://doi.org/10.18554/rbcti.v5i2.3839

Palavras-chave:

Adsorção, Casca de banana, Isotermas de adsorção, Sabugo de milho, Verde malaquita.

Resumo

O Brasil é responsável por 3% da produção mundial de indústrias têxteis, segundo a ABIT. E grande parte dos corantes utilizados são descartados de maneira incorreta, causando poluição dos corpos hídricos receptores, além de serem altamente tóxicos aos seres humanos e, por esse motivo, precisam ser retirados, visto que não são retirados por processos de tratamento comuns. O objetivo do presente trabalho foi comparar a adsorção do corante verde malaquita utilizando casca de banana e sabugo de milho, com tratamentos in natura, em ácido e em base, observando os diferentes comportamentos e rendimentos de cada um. O equilíbrio de adsorção do corante foi atingido depois de 45 min para a casca de banana, e entre 60 e 80 min para o sabugo de milho, para todos os tratamentos. O melhor modelo cinético encontrado foi o de pseudo segunda ordem para ambas as biomassas em todos os tratamentos, sendo que a maior remoção com casca de banana como adsorvente foi com o tratamento alcalino com solução inicial de 5 mg/L. Já para o sabugo de milho, a melhor remoção foi com tratamento ácido com solução inicial de 100 mg/L. As eficiências encontradas foram de 99,0968% para a casca de banana e de 90,8581% para o sabugo de milho. O modelo das isotermas que melhor se ajustou foi o de Freundlich, exceto para a casca de banana com tratamento em água, que o melhor modelo foi o de Tóth, além disso, todas tiveram tendências lineares, exceto para a casca de banana com tratamento em água, que apresentou comportamento favorável.

Biografia do Autor

Sandra Cristina Dantas, Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM)

Possui graduação em Engenharia Química pela Universidade Federal de Uberlândia (2004), mestrado e doutorado em Engenharia Química pela mesma instituição (2007 e 2011). Atualmente é Professora Adjunto na Universidade Federal do Triângulo Mineiro. Atua na área de Catálise com ênfase em Catálise Heterogênea.

Referências

AAHMAD, R., KUMAR, R. Adsorption studies of hazardous malachite green onto treated ginger waste. Journal of Environmental Management, v. 91, n. 4, p. 1032-1038, 2010.

ALMEIDA, E. J. R.; DILARRI, G.; CORSO, C. R. A indústria têxtil no Brasil: uma revisão dos seus impactos ambientais e possíveis tratamentos para os seus efluentes. Disponível em: http://conexaoagua.mpf.mp.br/arquivos/artigos-cientificos/2016/01-a-industria-textil-no-brasil-uma-revisao-dos-seus-impactos-ambientais-e-possiveis-tratamentos-para-os-seus-efluentes.pdf. Acesso em: 17 jun. 2019.

ALVES, F. C. Estudos dos processos de adsorção utilizando argilas como adsorventes para remoção do corante verde de malaquita. Dissertação (Mestrado em Agroquímica) - Universidade Federal de Lavras, Lavras-MG, 2013.

BERTOLINI, T. C. R.; FUNGARO, D. A. Estudos de Equilíbrio e Modelagem Cinética da Adsorção do Corante Cristal Violeta sobre Zeólitas de Cinzas Leve e Pesada de Carvão. In: 3rd International Workshop: Advances in Cleaner Production. São Paulo, 2011.

BRASIL. Agência Nacional De Vigilância Sanitária. Resolução – RE nº899, de 29 de maio de 2003. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/anvisa/2003/res0899_29_05_2003.html. Acesso em: 16 out. 2019.

CASTRO, A. S.; FRANCO, C. R.; CIDADE, M. J. A. Adsorcao de Corantes Azul Indosol, Laranja Indosol e Vermelho Drimaren em Solução Aquosa por Argila Branca. Revista Virtual de Química, v. 10, n. 5, p. 1-14, 2018.

COLOMBO, A. Biossorção dos íons cádmio e chumbo pela casca de soja. Dissertação (Mestrado em Engenharia Química) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Toledo, 2013.

HAMEED, B. H.; EL-KHAIARY, M. I. Batch removal of malachite green from aqueous solutions by adsorpition on oil palm trunk fibre: equilibrium isotherms and kinetic studies. Journal of Hazardous Materials, v. 154, n. 1/3, p. 234-244, 2008.

IEMI. Inteligência de Mercado. Em 2019, entre os têxteis, produção maior de 3%. Disponível em: http://www.iemi.com.br/em-2019-entre-os-texteis-producao-maior-de-3/. Acesso em: 17 jun. 2019.

KUMAR, K. V. Comparative analysis of linear and non-linear method of estimating the sorption isotherm parameters for malachite green onto activated carbon. Journal of Hazardous Materials, v. 136, n. 2, p. 197-202, 2006.

LAVICH, R. R. Simulação de uma coluna de adsorção em leito fixo para a remoção de poluentes de gás e petróleo. Monografia (Graduação em Engenharia Química) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2003.

LITORDI, L. R. V.; ANDRADE, G. S. S.; SANTOS, G. E.; SOUZA, F. H. M. Biossorção do corante azul de metileno a partir de biomassa inativa de aspergillus oryzae, p. 14-20. In: XIII Congresso Brasileiro de Engenharia Química em Iniciação Científica. São Paulo: Blucher, 2019.

MORELLI, F. Adsorção. 2015. Disponível em: https://betaeq.com.br/index.php/2015/08/28/adsorcao/. Acesso em: 15 out. 2019.

OLIVEIRA, K. S. G. C.; CABRAL, P. H. T. D.; SILVA, R. R. M.; DIAS, C. T.; URZEDO, A. P. F. M. Reaproveitamento da casca de banana para tratamento de soluções aquosas contendo cobre. In: COBEQ – Congresso Brasileiro de Engenharia Química, São Carlos, 2017.

SCHIMMEL, D. Adsorção dos corantes reativos azul 5G e azul turquesa QG em carvão ativado comercial. Dissertação (Mestrado em Engenharia Química) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Toledo, 2008.

SILVA, W. L. L., OLIVEIRA, S. P. Modificação das características de adsorção do bagaço de cana para remoção de azul de metileno de soluções aquosas. Scientia Plena, v. 8, NUM. 9, 2012.

SILVEIRA, M. B. Aplicação de biomassa vegetal como material adsorvente em corantes sintéticos de meio aquoso. 2013. 97 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia) – Universidade Federal do Pampa, Bagé, 2013.

TAHIR, S. S.; RAUF, N. Removal of a cationic dye from aqueous solutions by adsorption onto bentonite clay. Chemosphere, v. 63, n. 11, p. 1842-1848, 2006.

UMA, D.; BANERJEE, S.; SHARMA, Y. C. Equilibrium and kinetic studies for removal os malachite green from aqueous solution by a low cost activated carbon. Journal of Industrial and Engineering Chemistry, 2013.

Downloads

Publicado

2021-02-26

Como Citar

Dantas, S. C., Teixeira, G. F., Ferrari, J. G., Ruy, L. M., Trindade, R. S., & Carmello, V. de O. (2021). Adsorção do corante verde de malaquita utilizando casca de banana e sabugo de milho como adsorvente. Revista Brasileira De Ciência, Tecnologia E Inovação, 5(2), 124–139. https://doi.org/10.18554/rbcti.v5i2.3839

Edição

Seção

Artigos Originais