COMPETÊNCIAS ATITUDINAIS DE ESTUDANTES DE ENFERMAGEM NA ASSISTÊNCIA A USUÁRIOS DE ÁLCOOL

Marcelle Aparecida de Barros Junqueira, Manoel Antônio dos Santos, Sandra Cristina Pillon

Resumo


O objetivo desse estudo é apresentar um estudo teórico-reflexivo que discute a importância da formação de competências atitudinais de estudantes de Enfermagem na assistência ao usuário de álcool. Reporta um breve, porém preocupante panorama sobre as atitudes de estudantes de enfermagem frente aos pacientes com problemas relacionados ao uso de álcool. Conclui-se que há uma urgente necessidade de refletir sobre o tema em instâncias acadêmicas e currículos formais do profissional de Enfermagem. Considera-se imperativo que a formação acadêmica prepare o graduando para a assistência neste domínio, alinhada a diretrizes calcadas em pressupostos e conhecimentos científicos atualizados, contribuindo assim para a promoção de atitudes mais apropriadas frente aos pacientes alcoolistas.


Texto completo:

PDF

Referências


Barbor T, Higgins-Biddle JC. Intervención breve para el consumo de riesgo y perjudicial de alcohol: um manual para la utilización en Atención Primaria. OMS: Departamento de Salud Mental y Dependência de Substancias; 2001.

Pillon SC, Siqueira MM, Silva CJ. Dependência química no currículo de graduação de profissionais da saúde. In: Dielh A, Cordeiro DC, Laranjeira R et al. (Org.). Dependência Química: Prevenção, Tratamento e Politicas Públicas. 1ª ed. Porto Alegre, RS: Artmed, 2011. p. 202-206.

Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Resolução CNE/CES N. 3, de 07 de novembro de 2001. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do curso de graduação em enfermagem. Diário Oficial da República Federativa da União. Brasília, 09 nov. 2001. Seção 1, p. 37.

Rokeach M. Crenças, atitudes e valores. Rio de janeiro: Interciência; 1981.

Asch SE. Psicologia social. São Paulo: Editora Nacional; 1997.

Silva CJ. Impacto de um curso em diagnóstico e tratamento do uso nocivo e dependência do álcool sobre a atitude e conhecimento de profissionais da rede de atenção primária à saúde. [tese na internet]. São Paulo: Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo; 2005. [citado 2014 Set. 01]. Disponível em: http://www.abpbrasil.org.br/boletim/arquivos/ClaudioJSilva.pdf

Gil-Merlos AS. Aceitação e rejeição do alcoolismo: um estudo com alunos de enfermagem. [dissertação de mestrado]. Ribeirão Preto: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo;1985.

Carraro TE, Rassool GH, Luis MAV. A formação do enfermeiro e o fenômeno das drogas no Sul do Brasil: atitudes e crenças dos estudantes de enfermagem sobre o cuidado. Rev. Latino-Am. Enfermagem. 2005. 13(spe):863-71. doi.org/10.1590/S0104-11692005000700014.

Lopes GT, Luis MAV. A formação do enfermeiro e o fenômeno das drogas no estado do Rio de Janeiro - Brasil: atitudes e crenças. Rev. Latino-Am. Enfermagem. 2005. 13(spe): 872-79. doi.org/10.1590/S0104-11692005000700015.

Mendoza EV, Pillon SC. La formación de enfermeras y el fenómeno de las drogas en Colombia: conocimientos, actitudes y creencias. Rev. Latino-Am. Enfermagem. 2005 13(spe): 845-853. doi.org/10.1590/S0104-11692005000700012.

Lemos BKJ et al. Fenômeno das drogas: crenças e atitudes de graduandos de enfermagem. R Enferm UERJ, Rio de Janeiro, 2007. 15(4):538-43.

Santos VOG, Vargens OMC. A prática discente na construção do conhecimento sobre o fenômeno das drogas. Rev Gaúcha Enferm. Porto Alegre (RS). 2010, 31(1);41-7.

Reinaldo MAS, Pillon SC. História da enfermagem psiquiátrica e a dependência química no Brasil: atravessando a história para reflexão. Esc. Anna Nery. 2007. 11(4):688-93. doi.org/10.1590/S1414-81452007000400021.

Pinhel I, Kurcgant P. Thoughts on teaching competences in nursing. Rev esc enferm USP. 2007. 41(4):711-16. doi: 10.1590/S0080-62342007000400024.

Fernandes MAM, Durão JBF, Fonseca AMLP da. Educação em Enfermagem baseada em competências: revisão da literatura. Rev enferm UFPE on line. 2011. mar./abr.;5(spe):472-80

Zabala A. A prática educativa: como ensinar. Porto Alegre: Artmed.1998.

Santos SR. Análise das atitudes de enfermeiros e estudantes de enfermagem na Paraíba-BR quanto à utilização do computador. Rev. Latino-Am. Enfermagem. 2001. 9(6): 56-61. doi: 10.1590/S0104-11692001000600010.

Omasso, CS, Beltrame, IL, Lucchetti, G. Conhecimentos e atitudes de docentes e alunos em enfermagem na interface espiritualidade, religiosidade e saúde. Rev. Latino-Am. Enfermagem. 2011. 19(5):1205-13. doi.org/10.1590/S0104-11692011000500019.




DOI: https://doi.org/10.18554/

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/