FORMAÇÃO PARA O TRABALHO NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA: EXPERIÊNCIA DA RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL EM SAÚDE

Fernanda Carolina Camargo, Luan Augusto Alves Garcia, Isabel Aparecida Porcatti de Walsh, Marina Mendonça Emílio, Vitória Helena Maciel Coelho, Gilberto de Araújo Pereira

Resumo


Trata-se de relato de experiência sobre proposta de ensino para atuação na Estratégia Saúde da Família desenvolvida por eixo específico de Programa de Residência Multiprofissional de um Hospital Público de Ensino do Triângulo Mineiro. Perfizeram 100 horas/aula, conceitualmente orientadas pelo Planejamento Estratégico Situacional em Saúde, distribuídas entre atividades de: concentração em sala, leitura crítica e elaboração de relatório técnico, dispersão junto à comunidade e equipes de saúde da família. Rotatividade médica, troca de servidores enfermeiros e micro áreas sem cobertura nas equipes foram principais aspectos identificados pelo diagnóstico situacional que geravam fragilidades na oferta de serviços e angústia entre trabalhadores.  Residentes consideraram apresentarem elevada governabilidade para apoiar a reestruturação do processo de trabalho dessas equipes. Essa experiência local, apesar de específica sobre a constituição de um novo cenário de integração ensino-serviço, apresenta potencial incrementar produção científica sobre o tema e a formação interprofissional para atuação na Saúde da Família.


Texto completo:

PDF PDF ENGLISH

Referências


World Health Organization (WHO). Framework for action on interprofessional education & collaborative practice. Geneva: WHO; 2010.

Peduzzi M, Norman IJ, Germani ACCG, Silva JAM, Souza GC. Educação interprofissional: formação de profissionais de saúde para o trabalho em equipe com foco nos usuários. Rev Esc Enferm USP [Internet]. 2013 [citado em 28 abr 2017];47(4):977-83. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0080-623420130000400029.

WHO. Health in 2015: from MDGs, Millennium Development Goals to SDGs, Sustainable Development Goals. France: WHO; 2015.

Mendes IAC, Ventura CAA. Protagonismo da Enfermagem nas Metas da ONU para a saúde dos povos. Rev Latinoam Enferm [Internet]. 2017 [citado em 02 mai 2017];25: e2864. doi: http://dx.doi.org/10.1590/1518-8345.0000.2864.

Conselho Nacional de Educação, Câmara de Educação Superior (Brasil). Resolução nº 3, de 7 de novembro de 2001 [Internet]. Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Enfermagem. DOU, Brasília, 09 nov 2001 [citado em 02 mai 2017]; Seção 1(215):37. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CES03.pdf.

Ministério da Saúde, Ministério da Educação (Brasil). Programa nacional de reorientação da formação profissional em saúde - Pró-saúde: objetivos, implementação e desenvolvimento potencial. Brasília: Ministério da Saúde; 2007.

Batista NA. Educação Interprofissional em Saúde: Concepções e Práticas. Caderno FNEPAS [Internet]. 2012 [citado em 02 mai 2017];2:25-8. Disponível em: http://www.fnepas.org.br/artigos_caderno/v2/educacao_interprofissional.pdf.

Brasil. Portaria Interministerial nº 2.117 de 3 de Novembro de 2005. Institui no âmbito dos Ministérios da Saúde e da Educação, a Residência Multiprofissional em Saúde e dá outras providências. DOU, Brasília, 4 nov 2005; Seção 1(212):112.

Costa RKS, Miranda FAN. Formação profissional no SUS: oportunidades de mudanças na perspectiva da estratégia de saúde da família. Trab Educ Saúde [Internet]. 2008 [citado em 02 mai 2017];6(3):503-18. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S1981-77462008000300006.

Miranda Neto MV, Leonello VM, Oliveira MAC. Residências multiprofissionais em saúde: análise documental de projetos político-pedagógicos. Rev Bras Enferm [Internet]. 2015 [citado em 02 mai 2017];68(4):586-93. doi: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167.2015680403i.

Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM). Residência Integrada Multiprofissional em Saúde. Projeto Pedagógico [Internet]. Uberaba (MG) [citado em 22 jan 2017]. Disponível em: http://www2.uftm.edu.br/upload/ensino/Projeto_Pedagogico.pdf.

Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares – EBSERH [Internet]. Uberaba (MG) [Citado em 03 mai 2017]. Gerência de Ensino e Pesquisa. Pesquisa e Inovação Tecnológica. Disponível em: http://www.ebserh.gov.br/web/hc-uftm/setor-de-gestao-da-pesquisa-e-inovacao-tecnologica.

Relatório e-sus 2016 [Internet]. Distrito Sanitário I: número de famílias cadastradas – Uberaba (MG) [Citado em 22 jan 2017].

Mendes EV. As redes de atenção à saúde. Ciênc Saúde Coletiva [Internet]. 2010 [Citado em 03 mai 2017];15(5):2297-2305. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232010000500005.

Brasil. Portaria GM/MS 2.488/2011. Aprova a Política Nacional de Atenção Básica, estabelecendo a revisão de diretrizes e normas para a organização da Atenção Básica, para a Estratégia Saúde da Família (ESF) e o Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS). DOU, Brasília, 21 out 2011.

Brasil. Portaria GM/MS 3.390/2013. Institui a Política Nacional de Atenção Hospitalar (PNHOSP) no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), estabelecendo- se as diretrizes para a organização do componente hospitalar da Rede de Atenção à Saúde (RAS). DOU, Brasília, 30 dez 2013.

Bonwell CC, Eison JA. Active learning: creating excitement in the classroom.

Washington: The George Washington University; 1991. (ASHE-ERIC Higher Education

Report, nº 1).

Lima VV. Espiral construtivista: uma metodologia ativa de ensino-aprendizagem. Interface Comun Saúde Educ [Internet]. 2017 [citado em 02 mai 2017];21(61):421-34. doi: http://dx.doi.org/10.1590/1807-57622016.0316.

Campos FCC, Faria HP, Santos MA. Planejamento e Avaliação das ações em Saúde. 2ª ed. Belo Horizonte: Nescon/UFMG, Coopmed, 2010.




DOI: https://doi.org/10.18554/reas.v7i1.2127

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/