A IMPORTÂNCIA DA PREVENÇÃO DE ACIDENTES NA INFÂNCIA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

Edficher Margotti, Pedro Paulo Silva da Costa, Allyson Maycon Chaves Corrêa

Resumo


Objetivo: realizar ações de educação e conscientização aos pais, responsáveis ou cuidadores sobre acidentes domésticos envolvendo crianças. Metodologia: trata-se de um estudo descritivo, do tipo relato de experiência, com o objetivo de descrever as ações desenvolvidas pelos acadêmicos e profissionais de saúde do projeto de extensão apoiado pela Universidade Federal do Pará, através da Pró-Reitoria de Extensão (PROEX). Intitulado "Acidentes domésticos na infância não é brincadeira", adaptando sugestões que podem ser usadas por profissionais de saúde, principalmente a enfermagem, para orientar mães e / ou pais e toda a comunidade na prevenção de acidentes na infância - De forma lúdica Principalmente com o teatro de fantoches. Resultados: No início da atividade nos hospitais, as crianças eram tímidas. Depois, o interesse foi de todos, demonstrado por meio de gestos, a satisfação foi evidente. Quanto à percepção sobre o uso de atividades recreativas para a promoção da saúde com crianças, os ouvintes entenderam que esse tipo de estratégia foi configurada como adequada e eficiente. Conclusão: a educação e a aprendizagem estão sendo gradualmente alcançadas, mas ainda há muito a ser trabalhado, uma vez que a educação é algo que é lentamente implementado.

Descritores: Prevenção de Acidentes, Pediatria, Saúde infantil, Acidentes Domésticos.


Texto completo:

PDF PDF ENGLISH

Referências


Organização Mundial da Saúde. Cid-10: Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde. 8.ed. São Paulo: EDUSP; 2000.

Gomes LMX, Rocha RM, Barbosa TLA, Silva CSO. Descrição dos acidentes domésticos ocorridos na infância. O Mundo da Saúde 2013; 37(4); 394-400.

Gaspar T, Matos MG, Ribeiro JLP, Leal I. Qualidade de vida e bem-estar em crianças e adolescentes. Rev. bras.ter. cogn 2006; 2(2): 47-60.

Bezerra MAR, Rocha RC, Negreiros FS, Lira FMOM, Sousa LT, Santiago SCG. Acidentes domésticos em crianças: concepções práticas dos agentes comunitários de saúde. Cogitare Enferm 2014; 19(4): 716-24.

Ministério da Saúde (BR). Política Nacional de Redução da Morbimortalidade por Acidentes e Violências: Portaria MS/GM nº 737 de 16/5/01, publicada no DOU nº 96 seção 1e, de 18/5/01 / Ministério da Saúde. Brasília: Ministério da Saúde; 2002.

Cavalcante BLL, Lima UTS. Relato de experiência de uma estudante de Enfermagem em um consultório especializado em tratamento de feridas. J Nurs Health, Pelotas (RS) 2012 jan/jun; 1(2):94-103.

Dantas OMS,Santana AR, Nakayama L. Teatro de fantoches na formação continuada docente em educação ambiental. Educação e Pesquisa, 2012; 38(3): 711-716;

Melo MCH, Cruz G. Roda de conversa: Uma proposta metodológica para a construção de um espaço de diálogo no ensino médio. Imagens da Educação Educação 2014; 2(4): 31-39.




DOI: https://doi.org/10.18554/reas.v7i1.2281

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/