Licenciatura em Educação do Campo com Habilitação em Artes e Música: Trajetória e Desafios na Região do Bico do Papagaio, Brasil

Cícero da Silva, Cássia Ferreira Miranda, Maciel Cover, Marcus Facchin Bonilla, Ubiratan Francisco de Oliveira

Resumo


A expansão dos Cursos Superiores de Licenciatura em Educação do Campo no Brasil teve um salto significante com a abertura do Edital 02/2012 pelo Ministério da Educação (BRASIL, 2012). Com a finalidade de formar educadores do campo nas diversas comunidades rurais do país, entre eles, professores de escolas do campo, quilombolas, pescadores, ribeirinhos, assentados/acampados da reforma agrária e lideranças dos movimentos sociais do campo, cerca de 42 (quarenta e dois) cursos de Licenciatura em Educação do Campo estão sendo implantados desde 2013 em todas as regiões do país. Este artigo objetiva apresentar um painel de informações e experiências pedagógicas do curso de Licenciatura em Educação do Campo com habilitação em Artes e Música, da Universidade Federal do Tocantins (UFT), campus de Tocantinópolis. O trabalho está dividido em três partes principais: o processo de constituição do Curso focalizado, a caracterização do mesmo, a descrição e reflexões sobre algumas das experiências pedagógicas desenvolvidas entre os anos de 2014 e 2015. Trata-se de um primeiro esforço de sistematização do grupo de docentes do curso e que compõem a pesquisa do Observatório da Educação do Campo – do Centro Transdisciplinar de Educação do Campo (CETEC), da Universidade de Brasília (UnB), cujo enfoque é a expansão dessa modalidade de ensino no Brasil.

Palavras-chave: Educação do Campo. Artes. Música.


Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Rejane Cleide Medeiros de. Movimentos sociais do campo e práxis política: trajetória de luta por uma educação do campo no Tocantins. In: SILVA, Cícero da; MIRANDA, Cássia Ferreira; AIRES, Helena Quirino Porto; OLIVEIRA, Ubiratan Francisco (Orgs.). Educação do Campo, artes e formação docente. Palmas: EDUFT, 2016, p. 25-52.

ARROYO, Miguel Gonzalez. A Educação Básica e o Movimento Social do Campo. In: ARROYO, Miguel Gonzalez; CALDART, Roseli Salete; MOLINA, Mônica Castagna (Orgs.). Por uma educação do campo. 5. ed. Petrópolis: Vozes, 2011. p. 65-86.

BOGO, Ademar. MST e a Cultura. Caderno de Formação. 2000, n. 34. Disponível em: . Acesso em: 11 mar. 2017.

BRASIL. Ministério da Educação. Edital de Seleção nº 02/2012 - SESU/SETEC/SECADI/MEC de 31 de agosto de 2012. Disponível em: Acesso em: 04 jan. 2017.

_______. Decreto nº 7.352, de 4 de novembro de 2010. Dispõe sobre a política de educação do campo e o Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária - PRONERA. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Brasília, 4 nov. 2010. Disponível em: . Acesso em: 04 jan. 2017.

_______. Ministério da Educação. Procampo: apresentação. Brasília: 2010. Disponível em: . Acesso em: 4 de jan. 2017.

_______. Ministério da Educação. Resolução nº 1, de 16 de janeiro de 2009. Aprova as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Artes Visuais e dá outras providências. Brasília-DF, 16 jan. 2009. Disponível em: . Acesso em: 09 jan. 2017.

_______. Ministério da Educação. Resolução nº 2, de 8 de março de 2004. Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Música. Aprova as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Música e dá outras providências. Brasília, DF, 8 mar. 2004. Disponível em: . Acesso em: 04 jan. 2017.

_______. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Médio. Brasília: MEC, 2000.

CALDART, Roseli Salete (Org.). Caminhos para transformação da escola: reflexões desde práticas da licenciatura em Educação do Campo. São Paulo: Expressão Popular, 2011.

________. Por uma Educação do Campo: traços de uma identidade em construção. In: KOLLING, Edgar Jorge; CERIOLE, Paulo Ricardo; CALDART, Roseli Salete (Orgs.). Educação do Campo: identidade e políticas públicas. Brasília: articulação nacional por uma Educação do Campo, 2002, p. 18-25.

CARVALHO, José Murillo de. A formação das almas: o imaginário da República no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 17 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

MIRANDA, Cássia Ferreira. O teatro na voz operária: Grupo Teatral Cultura Social e o anarquismo em Pelotas - seus operários e suas palavras. 2014. 211f. Dissertação (Mestrado em Teatro). Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2014.

MOLINA, Mônica Castagna; SÁ, Laís Mourão. A Licenciatura em Educação do Campo na Universidade de Brasília: estratégias político-pedagógicas na formação de educadores do campo. In: MOLINA, Mônica Castagna; SÁ, Laís Mourão (Orgs.). Licenciaturas em Educação do Campo - Registros e reflexões a partir das experiências-piloto (UFMG; UnB; UFBA e UFS). Belo Horizonte: Autêntica, 2011, p. 35-62.

PAVIANI, Neires Maria Soldatelli; FONTANA, Niura Maria. Oficinas pedagógicas: relato de uma experiência. Conjectura, Caxias do Sul, v. 14, n. 2, p. 77-88, maio/ago, 2009.

RIBEIRO, Marlene. Pedagogia da alternância na educação rural/do campo: projetos em disputa. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 34, n.1, p. 27-45, jan.-abril, 2008.

RODRIGUES, Romir. Reflexões sobre a organização curricular por área de conhecimento. In: CALDART, Roseli Salete (Org.). Caminhos para transformação da Escola: reflexões desde práticas da licenciatura em Educação do Campo. São Paulo: Expressão Popular, 2011, p. 101-126.

SILVA, Cícero da. Pedagogia da Alternância: um estudo do gênero Caderno da Realidade com foco na retextualização. 2011. 149f. Dissertação (Mestrado em Letras: Ensino de Língua e Literatura). Universidade Federal de Tocantins, Araguaína, 2011.

______; MIRANDA, Cássia Ferreira; AIRES, Helena Quirino Porto; OLIVEIRA, Ubiratan Francisco (Orgs.). Educação do Campo, artes e formação docente. Palmas: EDUFT, 2016.

______; PAULA, Leon de; BONILLA, Marcus Facchin. O audiovisual como ferramenta pedagógica e produção artística no contexto de uma licenciatura em Educação do Campo. Nupeart, Florianópolis, v. 15, n. 1, p. 16-32, jan./jun., 2016.

TARGAS, Keila de Mello; JOLY, Ilza Zenker Leme. Canções, diálogos e educação: uma experiência em busca de uma prática escolar humanizadora. Revista da ABEM. Associação Brasileira de Educação Musical, Porto Alegre, n. 20, 2008.

UFT. UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS. Projeto político pedagógico do curso de licenciatura em educação do campo: códigos e linguagens - artes visuais e música. Tocantinópolis: s/n, 2014.




DOI: https://doi.org/10.18554/rt.v10i1.2186

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Triângulo

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

A Revista Triângulo é signatária da DECLARAÇÃO DO MÉXICO - Declaração Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomenda o uso da licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual (CC BY-NC -SA, em inglês) para garantir a proteção da produção acadêmica e científica regional em Acesso Aberto. 

Triangulo Journal is signatory of MEXICO DECLARATION - LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT Joint Declaration recommending the use of the license to ensure the protection of academic production and regional scientific research in Open Access.

La Revista Triangulo es signataria de la DECLARACIÓN DE MÉXICO - Declaración Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomienda el uso de la licencia Creative Commons Asignación-NoComercial-CompartirIgual (CC BY-NC -SA, en inglés) para garantizar la protección de la producción académica y científica regional en Acceso Abierto.