A ENFERMAGEM DOS CENTROS DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL DE UMA CAPITAL DO NORDESTE DO BRASIL

John Victor dos Santos Silva, Thyara Maia Brandão

Resumo


Objetivo: descrever as características da enfermagem que atua nos Centros de Atenção Psicossocial de uma capital do nordeste do Brasil. Método: Trata-se de um estudo descritivo de abordagem quantitativa. O estudo aconteceu em cinco CAPS de Maceió-AL e os sujeitos foram os trabalhadores de enfermagem. Foi aplicado questionário estruturado e os dados agrupados e analisado por estatística simples, através de porcentagem. Resultados: Dos 41 trabalhadores de enfermagem que participaram do presente estudo, 12 exerciam o cargo de auxiliares de enfermagem; 11 exerciam o cargo de técnicos de enfermagem; e 18 o cargo de enfermeiros. Destes, 88% declararam-se mulheres e 12% declararam-se homens. O estudo ainda trás informações referentes à formação, trabalho, capacitação e atividades desempenhadas por esses profissionais.  Conclusão: Percebeu-se que os profissionais de enfermagem são fundamentais para a realização das ações nos Centros de Atenção Psicossocial de Maceió, haja vista que algumas das atividades desempenhadas são atribuições específicas do processo de trabalho desses trabalhadores.


Texto completo:

PDF PDF ENGLISH

Referências


Anjos EA, Nascimento YCML. O enfermeiro no caminho do cuidado à saúde mental. 1th ed. Maceió: EDUFAL; 2015.

Rocha RM. Enfermagem em saúde mental. 2th ed. Rio de Janeiro: Senac Nacional; 2014.

Silva MS, Machado PAT, Nascimento RS, Oliveira TS, Silva TF, Batista EC. SILVA, M. S. et al. A enfermagem no campo da saúde mental: uma breve discussão teórica. Revista Amazônia Science & Health. 2017;2(2):40-46.

Botti NCL. Uma viagem na história da enfermagem psiquiátrica no início do século XX. Esc. Anna Nery. 2006;10(4):725-729.

Ribeiro MC. Trabalhadores dos Centros de Atenção Psicossocial de Alagoas, Brasil: interstícios de uma nova prática. Interface-Comunicação, Saúde, Educação. 2015;19(52):95-108.

Ministério da Saúde (BR). Portaria Nº 3.588. Altera as Portarias de Consolidação no 3 e nº 6, de 28 de setembro de 2017, para dispor sobre a Rede de Atenção Psicossocial, e dá outras providências. 2017.

Vargas D, Bittencourt MN, Rocha FM, Silva ACO. Centros de atenção psicossocial álcool/drogas: inserção e práticas dos profissionais de enfermagem. Escola Anna Nery Revista de Enfermagem. 2014;18(1):101-106.

Brandão TM, Nascimento YCML, Brêda MZ, Albuquerque MCS, Albuquerque RS. A práxis do enfermeiro na atenção psicossocial: vulnerabilidades e potencialidades presentes. Rev. enferm. UFPE on line. 2016;10(6):4766-4777.

Lima-Costa MF, Barreto SM. Tipos de estudos epidemiológicos: conceitos básicos e aplicações na área do envelhecimento. Epidemiologia e serviços de saúde. 2003;12(4):189-201.

Vieira S. Introdução à bioestatística. 5th ed. Brasil: Elsevier; 2015.

Machado MH (Org.). Convênio: FIOCRUZ/COFEN. Relatório final da Pesquisa Perfil da Enfermagem no Brasil Rio de Janeiro: FIOCRUZ; 2015.

Machado MH, Vieira ALS, Oliveira E. Construindo o perfil da enfermagem. Enfermagem em foco. 2012;3(3):119-122.

Lopes AG, Santos G, Ramos MM, Meira VF, Maia LFS. O desafio da educação permanente no trabalho da enfermagem. Revista Remecs. 2016;1(1):13-23.

Ventura CAA, Moll MF, Araújo AS, Jorge MS. A enfermagem e as dimensões organizacionais de dois centros de atenção psicossocial. Cienc Cuid Saude. 2015;14(2): 97-104.

Brasil. Decreto Nº 7.508, de 28 de junho de 2011. Regulamenta a Lei no 8.080, de 19 de setembro de 1990, para dispor sobre a organização do Sistema Único de Saúde - SUS, o planejamento da saúde, a assistência à saúde e a articulação interfederativa, e dá outras providências; 2011.

Muniz MP, Tavares CMM, Abrahão AL, Souza AC. A assistência de enfermagem em tempos de reforma psiquiátrica. Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental. 2015;(13):61-65.

Esperidião E, Silva NS, Caixeta CC, Rodrigues J. A Enfermagem Psiquiátrica, a ABEn e o Departamento Científico de Enfermagem Psiquiátrica e Saúde Mental: avanços e desafios. Rev. bras. enferm. 2013;66(spe.):171-176.

Ribeiro MC, Chaves JB,; Barros AC, Correia MS, Lessa RO, Tavares LN. O trabalho nos centros de atenção psicossocial em uma capital do nordeste: limites e desafioS. Rev. baiana saúde pública. 2017;40(3):599:615.

Esperidião E, Cruz MFR, Silva G. A. Perfil e atuação dos enfermeiros da rede especializada em saúde mental de Goiânia-GO. 2011;13(3):493-501.

Sousa YG, Medeiros SM. Oficinas terapêuticas resinificando o cuidar de enfermagem nos centros de atenção psicossocial. Enfermagem Revista. 2018;20(1)23-30.




DOI: https://doi.org/10.18554/reas.v8i1.3379

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/