Análise do livro digital interativo como recurso didático-pedagógico

Flávia Junia Justino Pacheco Garcia, Paula Teixeira Nakamoto

Resumo


Esta pesquisa tem por objetivo verificar se o livro digital interativo como recurso didático pode melhorar a prática pedagógica, transformando um ensino tradicional, baseado na transmissão, em uma prática inovadora. O uso do livro digital justifica-se pelas possibilidades de melhorar e aprofundar os conhecimentos, diversificar as possibilidades e as formas de ensinar e aprender. Elenca-se como pergunta de pesquisa: como o livro digital interativo como instrumento didático pode melhorar a prática pedagógica? A base teórica deste estudo está pautada em Moran (2000); Rezende (2002); Almeida (2005); Silva (2004) e Chartier (1999). O método de abordagem desta pesquisa é o qualitativo (LAKATOS; MARCONI, 2003). Essa pesquisa demonstrou que o uso da tecnologia melhora o processo de ensino-aprendizagem, motiva a participação dos alunos e enriquece a prática pedagógica.


Palavras-chave


Livro digital. Prática Pedagógica. Aprendizagem significativa.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Maria Elizabeth Bianconcini de. Tecnologias trazem o mundo para a escola. Jornal do Professor: Novas Tecnologias na Educação. MEC/Portal do Professor, edição 2, p. 5-6, 18 jul. 2008. Entrevista concedida a Renata Chamarelli. Disponível em: . Acesso em: 14 abr. 2017.

BARCELOS, Mariana de Oliveira; LOPES, Camila Simões Machado Lopes. Ambiente virtual de aprendizagem: o livro eletrônico como recurso pedagógico auxiliar ao ensino. 2016. Disponível em: Acesso em: 28 ago. 2018.

BENÍCIO, Cristiane Dantas. Do livro impresso ao e-book: o paradigma do suporte na Biblioteca Eletrônica. 2003. 142 f.Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação). Universidade Federal da Paraíba. João Pessoa, Paraíba. 2003.

CHARTIER, Roger. A aventura do livro: do leitor ao navegador. Trad. Reginaldo de Moraes. São Paulo: Fundação Editora da UNESP, 1999.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas, 1999.

LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Fundamentos de metodologia científica. 6ª ed. São Paulo: Atlas, 2003.

MORAN, José Manuel. As múltiplas formas do aprender. Entrevista concedida a revista ATIVIDADES & EXPERIÊNCIAS – Julho, 2005. Disponível em: . Acesso em: 20 abr. 2014.

MORAN, José Manuel; MASETTO, Marcos; BEHRENS, Marilda Aparecida. Novas tecnologias e mediação pedagógica. Campinas: Papirus, 2000.

PRETTO, Fernando Natal de. Pedagogia participativa na formação de Administradores. 2006. 238 f. Tese (Doutorado em Administração). Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007.

REZENDE, Flavia. As novas tecnologias na prática Pedagógica sob a perspectiva construtivista. Revista Ensaio. Pesquisa em Educação em Ciências. Volume 02, nº 1. Mar. 2002.

SIBILIA, Paula. Redes ou paredes: a escola em tempos de dispersão. Trad. de Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Contraponto, 2012.

SILVA, Marco. Docência interativa presencial e online. Disponível em: http://www.portalanpedsul.com.br/admin/uploads/2004/Mesa_Redonda/Mesa_Redonda/07_59_16_DOCENCIA_INTERATIVA_PRESENCIAL_E_ONLINE.pdf. Acesso: em 31 mar. 2017.

ZANELLA, Liane Carly Hermes. Metodologia de Estudo e de Pesquisa em Administração. Florianópolis: Departamento de Ciências da Administração/UFSC. Brasília: CAPES-UAB, 2009.




DOI: https://doi.org/10.18554/rt.v0i0.3620

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Triângulo

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

A Revista Triângulo é signatária da DECLARAÇÃO DO MÉXICO - Declaração Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomenda o uso da licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual (CC BY-NC -SA, em inglês) para garantir a proteção da produção acadêmica e científica regional em Acesso Aberto. 

Triangulo Journal is signatory of MEXICO DECLARATION - LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT Joint Declaration recommending the use of the license to ensure the protection of academic production and regional scientific research in Open Access.

La Revista Triangulo es signataria de la DECLARACIÓN DE MÉXICO - Declaración Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomienda el uso de la licencia Creative Commons Asignación-NoComercial-CompartirIgual (CC BY-NC -SA, en inglés) para garantizar la protección de la producción académica y científica regional en Acceso Abierto.