A PERCEPÇÃO DOS ALUNOS DO CURSO DE FISIOTERAPIA EM RELAÇÃO À DISCIPLINA DE ATIVIDADE PRÁTICA ASSISTIDA DA UNIVERSIDADE DE UBERABA, MG

Cristina Ruiz, Silvana Ruiz Takao, Luciane Fernanda Rodrigues Martinho Fernandes

Resumo


 Segundo as diretrizes curriculares de 2002, as atividades práticas específicas da
fisioterapia deverão ser desenvolvidas gradualmente desde o início do curso de graduação. O
objetivo deste estudo foi verificar a percepção dos alunos do curso de fisioterapia em relação à
disciplina de atividade prática assistida da Universidade de Uberaba, MG. Tratou-se de um estudo
descritivo com uma abordagem qualitativa e quantitativa. A população pesquisada foi constituída
de 91 alunos do curso de fisioterapia, matriculados nos estágios ambulatorial I, hospitalar,
ambulatorial II e saúde coletiva que realizaram a atividade prática assistida de I a VI, desde o
primeiro ano do curso de fisioterapia na Clínica de Fisioterapia da Universidade de Uberaba em
2008. O instrumento de análise foi um questionário abordando diversas questões relacionadas à
experiência do aluno, e a sua percepção sobre a atividade prática assistida no curso de
fisioterapia desde o primeiro semestre do curso. Os resultados foram analisados qualitativamente
e quantitativamente. Os dados quantitativos foram organizados em planilha Excel, submetidos à
análise de freqüência simples, permitindo caracterizar a população do estudo. Os dados
qualitativos foram analisados com base nas respostas descritivas obtidas. Para 76% dos
entrevistados, a disciplina de atividade prática assistida foi extremamente importante para a
atuação na prática clínica e para 94,5% dos alunos a sua realização contribuiu para a segurança
no estágio curricular. Concluiu-se que a implantação da atividade prática assistida desde o início
do curso de fisioterapia foi importante para a atuação na prática clínica e que a sua realização
contribuiu para a segurança do aluno no estágio curricular.

Palavras-chave: Aprendizagem. Currículo. Ensino. Estágio Supervisionado. Fisioterapia.



Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18554/rt.v1i1.46

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



A Revista Triângulo é signatária da DECLARAÇÃO DO MÉXICO - Declaração Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomenda o uso da licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual (CC BY-NC -SA, em inglês) para garantir a proteção da produção acadêmica e científica regional em Acesso Aberto. 

Triangulo Journal is signatory of MEXICO DECLARATION - LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT Joint Declaration recommending the use of the license to ensure the protection of academic production and regional scientific research in Open Access.

La Revista Triangulo es signataria de la DECLARACIÓN DE MÉXICO - Declaración Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomienda el uso de la licencia Creative Commons Asignación-NoComercial-CompartirIgual (CC BY-NC -SA, en inglés) para garantizar la protección de la producción académica y científica regional en Acceso Abierto.