Escrita acadêmica e (re)construção do dizer: a busca pela autoria do texto na reapropriação da palavra alheia

Autores

  • Janaina Zaidan Bicalho Fonseca Universidade Federal do Triângulo Mineiro-UFTM

DOI:

https://doi.org/10.18554/rs.v10i1.5287

Palavras-chave:

escrita acadêmica, autoria, estratégia didática.

Resumo

Este trabalho objetiva problematizar a escrita produzida na universidade, tomando como ponto de partida uma experiência didática realizada com acadêmicos do 2º período do curso de História, na disciplina de Leitura e Produção de Textos, durante o segundo semestre de 2019. Para a execução deste estudo, fiei-me nas possibilidades de reconstrução dos dizeres acionados pelos estudantes, com a finalidade de analisar como as tessituras textuais feitas por eles indiciam ou não uma escrita autoral. O referencial teórico girou em torno de uma perspectiva discursiva de língua, principalmente das contribuições de Foucault e Bakhtin.

Biografia do Autor

Janaina Zaidan Bicalho Fonseca, Universidade Federal do Triângulo Mineiro-UFTM

Graduada em Letras pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), com mestrado e doutorado em Letras - Linguística e Língua Portuguesa pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas). Professora efetiva da Universidade Federal do Triângulo Mineiro.

Referências

ARÁN, P. O. (2014). A questão do autor em Bakhtin. Bakhtiniana, São Paulo, Número especial: 4-25, jan./jul.

BAKHTIN, M. (2003 [1963]). Estética da criação verbal. 4.ed. São Paulo: Martins Fontes.

BAKHTIN, M. (2013 1942-1945). Questões de estilística no ensino da língua. São Paulo: Editora 34.

BARBOSA, M. V. (2016). Entre o conhecimento e a paixão (im)possibilidades de constituição de um saber sobre a escrita. Revista Educação e Linguagens, Campo Mourão, v. 5, n.8: 85-96, jan./jun.

BRONCKART, J. P. (2006). Atividade de linguagem, discurso e desenvolvimento humano. Campinas: Mercado de Letras.

BRONCKART, J. P. (2009). Atividade de linguagem, textos e discursos: por um interacionismo sociodiscursivo. 2. ed. São Paulo: EDUC.

EMEDIATO, W. Discurso, Argumentação e Modalização dos Processos Avaliativos. In: MACHADO, I.; SOBRINHO, J. C.; MENDES, E. (orgs.). (2013). A Transdisciplinaridade e a Interdisciplinaridade em Estudos da Linguagem. Fale/UFMG: Belo Horizonte.

FOUCAULT, M. O que é um autor? In.: FOUCAULT, M. Ditos e escritos: estética – literatura e pintura, música e cinema (Vol. III). (2001 [1969]). Rio de Janeiro: Forense, p. 264-298.

FOUCAULT, M. (1996 [1970]). A ordem do discurso. São Paulo: Loyola.

KOCH, I. V. (2003). A inter-ação pela linguagem. 8. ed. São Paulo: Contexto.

KOCH, I. V. (2011). Argumentação pela linguagem. 13. ed. São Paulo: Cortez.

KOCH, I. V. (2015). Introdução à linguística textual: trajetória e grandes temas. 2. ed. São Paulo: Contexto.

SOBRAL, A. (2011). Gêneros discursivos, posição enunciativa e dilemas da transposição didática: novas reflexões. Letras de Hoje, Porto Alegre, v. 46, n.1, p. 37-45, jan./mar.

Downloads

Publicado

2021-07-22