O professor, os museus de ciência e a mediação como itinerário para o conhecimento cientifico

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18554/rt.v15i2.6219

Palavras-chave:

Divulgação científica. Mediação em museus de ciências. Educação não formal.

Resumo

Os museus de ciências são instituições reconhecidas por seu caráter educativo além da contribuição para a divulgação científica. Nesse contexto o papel do professor mediador se apresenta como elemento importante na compreensão das exposições pelos alunos. Para a realização do trabalho foi utilizado a revisão da literatura acerca do tema. O estudo teve por finalidade apresentar as instituições museológicas como espaços de educação não formal e a importância da mediação na interação público-conhecimento. Ao final do trabalho foi possível compreender que a mediação colabora substancialmente para a divulgação científica contribuindo para que os museus sejam de fato um espaço educativo.

 

Referências

BRAGA, Joana Soares. A mediação em museus de ciências da Universidade de São Paulo: a experiência de anatomia veterinária Dr. Plinio Pinto e Silva e na Estação Ciência. São Paulo, 2012. 194 p Dissertação (Escola de Comunicação de Artes) - Universidade de São Paulo (USP), São Paulo.

BRASIL. Presidência da República. Secretaria Geral Subchefia para Assuntos Jurídicos. LEI n. 13146, de 05 de julho de 2015. Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com eficiência. Diário Oficial da União, Brasília, ano 2015.

CARLÉTTI, Chrystian; MASSARANI, Luísa. Mediadores de centros e museus de ciência: um estudo sobre quem são estes atores-chave na mediação entre a ciência e o público no Brasil. Journal of Science Communication. JCOM 14(4). ITÁLIA. 17 p, 2015.

COSTA, Antônio Gomes da. Should explainers explain? Journal of Science Communication. JCOM 4 (4), C03, ITÁLIA. 4 p, 2005.

DAVALLON, Jean. A mediação: a comunicação em processo? Revista Virtual Prisma da Informação e Comunicação, Portugal, v. 4, p. 4-37, 2007.

PESSOA, Fernando. 1888-1935. O guardador de Rebanhos. Poemas completos de Alberto Caeiro. Org. Carlos Felipe Moisés. - 2. ed. - São Paulo: Ática, 2013.

FREITAS, Denise de.; OVIGLI. Daniel Fernando Bovolenta. Os saberes da mediação humana em centros de ciências e a formação inicial de professores. Ensino Em Re-Vista, v.20, n.1, p.111-124, jan-Jun. 2013.

GIL, Antônio Carlos, 1946- Como elaborar projetos de pesquisa - 4. ed. - São Paulo: Atlas, 2002

GOHN, Maria da Gloria Marcondes. Educação não-formal, participação da sociedade civil e estruturas colegiadas nas escolas. Ensaio: avaliação das políticas públicas de educação. Rio de Janeiro. Vol.14, n.50, p. 27-38, jan.-mar. 2006

GRINSPUM, Denise. Mediação em museus e em exposições: espaços de aprendizagem sobre arte e seu sistema. Revista CEART. Volume 1, Número 2. Agosto/2014.

MARANDINO, Martha. et al. A educação não formal e a divulgação científica: o que pensa quem faz? In: IV Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências. Bauru, SP. 2003.

MARANDINO, Martha. Educação em museus: a mediação em foco. Organização Martha Marandino. São Paulo, SP: Geenf / FEUSP, 2008

MARANDINO, Martha. Museus de ciências como espaços de educação. FIGUEIREDO, Betânia Gonçalves; VIDAL, Diana Gonçalves (Org.). Museus: dos gabinetes de curiosidades à museologia moderna. Belo Horizonte, MG: Argumentum, 2005, p. 165-176.

MARANDINO, Martha. Museus e educação: discutindo aspectos que configuram a didática museal. Convergências e tensões no campo da formação e do trabalho docente /organização de Ana Maria de Oliveira Cunha ... [et al.]. XV ENDIPE–Encontro Nacional de Didática e Prática de Ensino realizado na UFMG, no período de 20 a 23 de abril de 2010. Belo Horizonte: Autêntica, 2010. 693p.

OVIGLI, Daniel Fernando Bovolenta. Os saberes da mediação humana em centros de ciências: contribuições para a formação inicial de professores. 2009. 228 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2009.

PIMENTA. Selma G. Formação de professores: identidades e saberes da docência. In: PIMENTA (org.) saberes pedagógicos e atividade docente. São Paulo: Cortez. 1999, p. 15-34.

PINTO, Simone; GOUVEIA, Guaracira. Mediação: significações, usos e contextos. Revista Ensaio. Vol. 16 n.02. maio - ago. 2014 p. 53-70

QUEIRÓZ, Glória; KRAPAS, Sônia; VALENTE, Maria Esther.; DAVID, Érika; DAMAS, Eduardo; FREIRE, Fernando. Construindo saberes da mediação na educação em museus de ciências: o caso dos mediadores do museu de astronomia e ciências afins/ Brasil. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, [S. l.], v. 2, n. 2, 2011.

ROCHA, Luísa Maria. Patrimônio meio ambiente e museologia de relações: reflexões sobre um patrimônio no devir. Revista do programa de pós-graduação em ciência da informação da Universidade de Brasília. Museologia & Interdisciplinaridade. Vol. IV n.08. dez. 2015, p.107-128.

Downloads

Publicado

2022-08-12

Como Citar

ARABE, M. C. C. O professor, os museus de ciência e a mediação como itinerário para o conhecimento cientifico. Revista Triângulo, Uberaba - MG, v. 15, n. 2, p. 43–56, 2022. DOI: 10.18554/rt.v15i2.6219. Disponível em: https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/6219. Acesso em: 7 out. 2022.