Como o ensino de filosofia e de literatura podem contribuir para olhar e ruminar a realidade

uma breve reflexão

Autores

  • Danúzia Fernandes Brandão Universidade Federal do Triângulo Mineiro
  • Handreane Lopes de Faria Universidade Federal do Triângulo Mineiro
  • Acir Mário Karwoski Universidade Federal do Triângulo Mineiro
  • Lúcio Álvaro Marques Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM

DOI:

https://doi.org/10.18554/rt.v15i2.6312

Palavras-chave:

Educação; Ensino de filosofia e literatura; Letramentos.

Resumo

Este ensaio visa uma breve reflexão sobre a prática do ensino de filosofia e literatura, bem como a procura por transformações no exercício de ensinar. Questionamos o espaço escolar no ensinar e aprender dos letramentos e pensamentos autônomos, em relação às demandas inerentes aos diferentes contextos. Realizamos sucinta revisão bibliográfica sobre a interação das disciplinas de filosofia e literatura, e a equidade. Para fundamentar os estudos filosóficos, culturais e os letramentos literários, usamos Freire (1999, 2013, 2021), Nietzsche (1999), Petit (2013, 2019), entre outros, o que pressupõe uma mudança a partir do pensar sobre as práticas de ensino realmente vivenciadas.

Biografia do Autor

Danúzia Fernandes Brandão, Universidade Federal do Triângulo Mineiro

Graduada em Letras pela Universidade Presidente Antônio Carlos (2008). Especialização em Crítica Literária e Ensino de Literatura pela Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM (2014). Especialização em Orientação, Supervisão e Inspeção Escolar pela Faculdade de Educação São Luís (2017). Mestranda do Programa de Pós Graduação em Educação pela Universidade do Triângulo Mineiro - UFTM (2021). Participante do grupo de pesquisa GPELLP - Educação, Linguagens e língua portuguesa, certificado pelo CNPq/UFTM. Idealizadora e empreendedora social nos Projetos socioculturais Bibliotecando: Re-lendo o mundo e Na raiz da cultura.

Handreane Lopes de Faria, Universidade Federal do Triângulo Mineiro

Possui graduação em Filosofia pela Universidade Federal de Ouro Preto (2003). Atualmente é professora do Governo do Estado de Minas Gerais e mestranda pelo PPGE - UFTM. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Filosofia, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino médio, método, ensino de filosofia, Nietzsche, filosofia do Brasil.

Acir Mário Karwoski, Universidade Federal do Triângulo Mineiro

Formação acadêmica: Licenciatura em Letras - Português e Inglês na UNESPAR - União da Vitória. Mestrado em Linguística Aplicada na UNITAU e Doutorado em Letras - Estudos Linguísticos na UFPR. Realizou estágio de pós-doutorado com bolsa CAPES (Processo BEX 015/15-6) no Departamento de Educação da Universidade da California Santa Bárbara (UCSB) sob a supervisão do Professor Charles Bazerman. Cursou especializações lato sensu em literaturas de língua portuguesa na UNICENTRO; língua e literatura portuguesa na UNESPAR e Master Business Administration (MBA) em gestão Universitária no UNISAL/SEMESP. Pró-Reitor de Graduação da UFTM no período de 2010 a 2014. Conselheiro e integrante da Câmara de Educação Infantil do Conselho Municipal de Educação de Uberaba no período de 2009 a 2015. Desenvolve pesquisas nas áreas de letras e educação numa visão multidisciplinar a respeito de linguagens, educação e novas tecnologias; português como língua de acolhimento (PLA/PLE), cultura escrita e letramento digital. Professor associado do Departamento de Linguística e Língua Portuguesa. Atua no curso de graduação em Letras e nos programas de pós-graduação Mestrado Profissional em Letras e no Programa de Pós-Graduação Mestrado e Doutorado em Educação (PPGE). Pesquisador do LabELFE - Laboratório de Ensino de Leitura, Fala e Escrita (UFTM). Coordenador do grupo de pesquisa GPELLP - Educação, Linguagens e língua portuguesa, certificado pelo CNPq/UFTM. Coordenador do sub-projeto de Língua Portuguesa do Programa de Residência Pedagógica financiado pela Capes/MEC (2020/2022). Membro do comitê institucional de extensão universitária e parecerista ad hoc dos programas de extensão (PROEXT) e de pesquisa (PIBIC). Membro do Conselho de Pesquisa e Pós-Graduação (COPPG/UFTM).. Membro do FEPAE - Fórum de Editores de Periódicos da área de Educação da ANPED. Editor-gerente da Revista Triângulo (ISSN 2175-1609). Membro do Grupo de Trabalho Gêneros textuais / discursivos na Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Letras e Linguística (ANPOLL). Membro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPED). Membro titular da cadeira n. 37 da Academia de Letras do Vale do Iguaçu (ALVI). Integrante do BASIS - Avaliador de cursos do INEP/MEC.

Lúcio Álvaro Marques, Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM

Professor do Magistério Superior na Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM). Atua no Departamento de Filosofia e Ciências Sociais (DFICS) e no Programa de Pós-graduação strico sensu em Educação (PPG Educação). Tem Pós-Doutorado em Filosofia Brasileira pela Universidade do Porto / Portugal (UPORTO / 2015). Doutorado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS / 2012-2014). Bacharel licenciado em Filosofia pela PUCMINAS (1999-2001). Tem experiência nas áreas de Filosofia Brasileira e Metafísica. Atuando principalmente nos seguintes temas: Filosofia Colonial, Segunda Escolástica, História do Ensino no Brasil, Educação dos Povos Originários e Afro-descendentes.

Referências

CANDAU, Vera Maria Ferrão. Diferenças culturais, interculturalidade e educação em direitos humanos. Revista Educação & Sociedade: Campinas, v. 33, n. 118, p. 235- 250, jan. - mar. 2012.

DALLARI, Dalmo de Abreu. Direitos humanos e cidadania. São Paulo, Moderna, 1998.

DIMENSTEIN, Gilberto. O cidadão de papel – A infância, a adolescência e os Direitos Humanos no Brasil. São Paulo, Ática, 1999.

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam. 37. ed. São Paulo: Cortez, 1999.

FREIRE, Paulo. Educação e mudança. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2021a.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2013. FREIRE, Paulo. Educação e mudança. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2021b.

HORELLOU-LAFARGE, Chantal; SEGRÉ, Monique. Sociologia da leitura. Cotia, SP: Ateliê Editorial, 2010.

KALANTZIS, Mary; COPE, Bill e PINHEIRO, Petrilson. Letramentos. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2020.

NIETZSCHE, Friedrich. Considerações extemporâneas. In: Obras incompletas. Coleção Os Pensadores: seleção de textos de Gérard Lebrun. Tradução e notas de Rubens Rodrigues Torres Filho. São Paulo: Editora Nova Cultural, 1999, p. 273-288.

NIETZSCHE, Friedrich. Assim falou Zaratustra. Porto Alegre: L&PM Editores, 2014.

NUSSBAUM, Martha C. Sem fins lucrativos: por que a democracia precisa das humanidades.; tradução Fernando Santos. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2015.

PETIT, Michèle. Leituras: do espaço íntimo ao espaço público. São Paulo: Editora 34, 2013.

PETIT, Michèle. Ler o mundo: experiências de transmissão cultural nos dias de hoje. São Paulo: Editora 34, 2019.

PETIT, Michèle. Os jovens e a leitura. São Paulo: Editora 34, 2019.

PIMENTA, Selma Garrido. Formação de professores: identidade e saberes da docência. In: PIMENTA Selma Garrido (Org.). Saberes pedagógicos e atividade docente. São Paulo: Cortez, 1999.

SAVIANI, Dermeval. Formação do educador: dever do estado, tarefa da universidade. Organização: Maria Aparecida Viggiani Bicudo, Celestino Alves da Silva Júnior. São Paulo: Editora da Universidade Estadual Paulista, 1996.

SCHOPENHAUER, Arthur. A arte de escrever. Trad. P. Süssekind. Porto Alegre: L&PM, 2011.

SLONSKI, Gladis Teresinha; ROCHA, André Luis Franco; MAESTRELLI, Sylvia Regina Pedrosa. A racionalidade técnica na ação pedagógica do professor. XI Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências – XI ENPEC Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC – 3 a 6 de julho de 2017.

TODOROV, Tzvetan. A literatura em perigo. 12. ed. Rio de Janeiro: DIFEL, 2020.

Downloads

Publicado

2022-08-12

Como Citar

FERNANDES BRANDÃO, D.; LOPES DE FARIA, H.; KARWOSKI, A. M.; MARQUES, L. Álvaro. Como o ensino de filosofia e de literatura podem contribuir para olhar e ruminar a realidade: uma breve reflexão. Revista Triângulo, Uberaba - MG, v. 15, n. 2, p. 138–149, 2022. DOI: 10.18554/rt.v15i2.6312. Disponível em: https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/6312. Acesso em: 7 out. 2022.