Recursos educacionais digitais como objeto de estudo nos Programas de Mestrados Profissionais em Educação

Autores

  • Vanessa Cristine Silva Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM
  • Ricael Spirandeli Rocha Universidade Federal do Triângulo Mineiro
  • José Lucas Pedreira Bueno Universidade Federal do Triângulo Mineiro

DOI:

https://doi.org/10.18554/rt.v15i2.6336

Palavras-chave:

Tecnologias Educacionais, Mestrado Profissional em Educação, Objetos Digitais de aprendizagem

Resumo

A pesquisa teve como objetivo avaliar a produção Científica dos Programas de Mestrados de Educação Profissional (MPE) em relação às tecnologias educacionais em diferentes perspectivas como formação de professores para o uso de TDICs, ensino-aprendizagem, descrevendo e analisando as contribuições construídas análise  por meio de uma análise documental das dissertações disponíveis no Banco de Dissertações e Teses da Capes. Como conclusão, foi observado que a maioria das pesquisas buscam experienciar o uso de TICS no processo de ensino e aprendizagem, sendo ajudando o professor a aplicá-lo em sua prática, seja avaliando sua potencialidade na aprendizagem do aluno ou construindo algum produto para aplicar no ensino, porém alguns trabalhos relataram sobre a inclusão digital e a acessibilidade às tecnologias.

Biografia do Autor

Vanessa Cristine Silva, Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM

Mestre profissional em Ciências da computação (UFPE). Doutoranda em Educação na Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM).

Ricael Spirandeli Rocha, Universidade Federal do Triângulo Mineiro

Mestrando em Educação pelo Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM); Especialista em Tecnologias Linguagens e Mídias na Educação; Licenciado em Computação pelo IFTM; Professor de Educação Básica de cursos técnicos pela Secretaria Estadual de Minas Gerais (SEE/MG). Integrante do grupo de pesquisa Grupo de Pesquisa Multidisciplinar em Educação da Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM.

José Lucas Pedreira Bueno, Universidade Federal do Triângulo Mineiro

Professor Associado. Departamento de Educação. Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM.

Referências

BACICH, Lilian.; MORAN, José. Metodologias ativas para uma educação inovadora: uma abordagem teórico-prática. Penso Editora, 2018.

BACICH, Lilian; NETO, Adolfo Tanzi; TREVISANI, Fernando de Mello. Ensino híbrido: personalização e tecnologia na educação. Penso Editora, 2015.

BRANSFORD, John. D. et al. How people learn. Washington, DC: National academy press, 2000.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura (MEC) - Parecer CNE/CES 0079/2002. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/2002/pces079_02.pdf. Acesso em: 26 de jun. 2022.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e terra, 2007.

FOMPE. Fórum Nacional dos Mestrados Profissionais em Educação. Quantitativo de Mestrados Profissionais.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2002.

JUNIOR, Eduardo Brandão Lima; OLIVEIRA, Guilherme Saramago de Oliveira; SANTOS, Adriana Cristina Omena dos Santos; SCHNEKENBERG, Guilherme Fernando. Análise documental como percurso metodológico na pesquisa qualitativa. Cadernos da FUCAMP, v. 20, n. 44, 2021. Disponível em: https://revistas.fucamp.edu.br/index.php/cadernos/article/view/2356. Acesso em: 2 jul. 2022.

LÉVY, P; AUTHIER, M. As árvores de conhecimentos. Escuta, 2000.

PLATAFORMA SUCUPIRA. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). disponível em: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/programa/quantitativos/quantitativoIes.jsf?areaAvaliacao=38&areaConhecimento=70800006. Acesso em: Março,2022.

VALENTE, José. Armando. O ensino híbrido veio para ficar. Prefácio. In: BACICH, Lilian; NETO, Adolfo Tanzi; DE MELLO TREVISANI, Fernando. Ensino híbrido: personalização e tecnologia na educação. Porto Alegre: Penso, 2015 p. 13-17.

Downloads

Publicado

2022-08-12

Como Citar

SILVA, V. C.; ROCHA, R. S.; BUENO, J. L. P. Recursos educacionais digitais como objeto de estudo nos Programas de Mestrados Profissionais em Educação. Revista Triângulo, Uberaba - MG, v. 15, n. 2, p. 225–236, 2022. DOI: 10.18554/rt.v15i2.6336. Disponível em: https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/6336. Acesso em: 7 out. 2022.