O conceito de cultura segundo futuros bibliotecários

Hellen dos Santos Nunes

Resumo


O artigo pretende observar como alunos do curso de biblioteconomia conceituam Cultura, a partir da análise de textos desenvolvidos por estudantes do primeiro período em que foi solicitado que se estabelecesse a relação entre cultura, educação e leitura. Por se tratar de profissionais que futuramente lidarão com um grande público, sendo responsáveis por organizar e promover a leitura (em ambiente escolar ou não), suas concepções podem afetar a forma que desenvolverão seu trabalho, privilegiando determinados aspectos em detrimento de outros, o que pode influenciar as decisões e percepções dos usuários desses espaços. Os textos recolhidos foram analisados comparativamente a partir do referencial teórico escolhido. O resultado mostra que os diferentes conceitos de cultura que os estudantes carregam consigo influenciam a forma como cada um definiu o termo, o que também pode influenciar suas futuras ações como profissionais.


Palavras-chave


Cultura. Conceito. Estudantes. Biblioteconomia.

Texto completo:

PDF

Referências


BORELLI, J. D. V. P; PESSOA, R. R. Linguística aplicada e formação de professores: convergências da atuação crítica. In: BORELLI, J. D. V. P; PESSOA, R. R. (Org.). Reflexão e crítica na formação do professor de língua estrangeira. Goiânia: Editora UFG, 2011

FERRAZ, D. M.; SILVA, A. C. Língua e Cultura em Babel: problematizando o outro. IN: FERRAZ, D. M; TOMAZ, M. M. Línguas, c(c)ultura(s) e educação linguística. 1. ed. Curitiba: CRV, 2016.

FERRAZ, D. M. Language and culture fostering peace: the contributions of critical education. Revista Humanidades, Tecnologia e Cultura, Bauru-SP, v. 03, n. 01, 2013.

FONSECA, Camila Oliveira. De onde falamos de cultura? IN: FERRAZ, D. M; TOMAZ, M. M. Línguas, c(c)ultura(s) e educação linguística. 1. ed. Curitiba: CRV, 2016.

HALL, S. A identidade cultural na pós-modernidade. 11. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2006.

KRAMSCH, C. Language and culture. Oxford: Oxford University Press, 2011.

MONTE MÓR, W. Língua e diversidade cultura nas Américas multiculturais. Interfaces Brasil/Canadá, Porto Alegre, v. 1, n.2, 2002.

SANTOS, J. L. O que é cultura? São Paulo: Brasiliense, 2006.

SILVEIRA, F. J. N. Biblioteca, memória e identidade social. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 15, n. 3, p. 67-86, set./dez. 2010. Disponível em: < http://www.brapci.inf.br/index.php/article/view/0000009464/ 566531e524cb32f703d69ad9afceadc1>. Acesso em: 08 nov. 2018

SOUZA, L. M. M. Cultura, língua e emergência dialógica. Revista Letras & Letras, Uberlândia-MG, v. 26, n. 2, 2010.




DOI: https://doi.org/10.18554/rt.v0i0.3853

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Triângulo

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

A Revista Triângulo é signatária da DECLARAÇÃO DO MÉXICO - Declaração Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomenda o uso da licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual (CC BY-NC -SA, em inglês) para garantir a proteção da produção acadêmica e científica regional em Acesso Aberto. 

Triangulo Journal is signatory of MEXICO DECLARATION - LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT Joint Declaration recommending the use of the license to ensure the protection of academic production and regional scientific research in Open Access.

La Revista Triangulo es signataria de la DECLARACIÓN DE MÉXICO - Declaración Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomienda el uso de la licencia Creative Commons Asignación-NoComercial-CompartirIgual (CC BY-NC -SA, en inglés) para garantizar la protección de la producción académica y científica regional en Acceso Abierto.