O ENSINO COMUNICATIVO DO LATIM COM FOCO NA INTERAÇÃO ENTRE A APRENDIZAGEM E O APRENDIZ

Autores

  • David Pessoa de Lira Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
  • Rafael da Silva Santana Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

DOI:

https://doi.org/10.18554/it.v14iEspecial.5547

Palavras-chave:

ensino comunicativo, línguas clássicas, aprendizagem e aprendiz

Resumo

Através dos Standards for Classical Language Learning, verifica-se que o problema do ensino-aprendizagem do latim ainda é um problema de ordem didático-metodológica. A priori, o focus no método centrado no conteúdo não apresenta nenhuma eficácia e acurácia na aprendizagem de todos os aprendizes. No entanto, o ensino comunicativo de línguas salienta que nenhuma metodologia é única ou técnicas podem ser prescritas concernente à competência comunicativa. A competência comunicativa do latim pelo aprendiz não pode ser tomada em termos absolutos, tampouco pode configurar unicamente competência linguístico-gramatical. O ensino comunicativo do latim tem o aprendiz como focus. Estabelecem-se padrões de aprendizagem por meio do aprendiz. Diferentemente do que se pode pressupor, os padrões não são currículos ou metodologias de ensino, mas um aporte de ensino-aprendizagem do latim. O presente artigo objetiva demonstrar como os aportes dos padrões de aprendizagem do latim podem reforçar o ensino comunicativo dessas línguas através do focus na aprendizagem e no aprendiz. Como referencial teórico, recorre-se a Gruber-Miller, Savignon e Gascoyne.

Biografia do Autor

David Pessoa de Lira, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

Professor de Língua e Literatura Latinas do Departamento de Letras da UFPE. Professor do PPGL/UFPE na área de Teoria da Literatura. Líder do Grupo de Pesquisa Hermaïkos - Estudos Herméticos (da UFPE). Pós-Doutorado pelo PPGL/UFPE (área: Teoria da Literatura). Bacharel, Mestre e Doutor em Teologia pela Escola Superior de Teologia. Especialização em Filosofia, Pós-Graduação Lato Sensu, pela Universidade Estácio de Sá.

Rafael da Silva Santana, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

Professor de ensino de língua espanhola, com formação pela Universidade Federal de Pernambuco-UFPE. Possui Pós-Graduação Latu Sensu em Gestão Educacional e Coordenação Pedagógica-UFPE. Possui formação inicial em bacharelado em Secretariado-UFPE. Membro do grupo de pesquisa em tecnologias para o ensino comunicativo de línguas estrangeiras- TECLE da Universidade Federal do Ceará- UFC. Tem experiência na área Letras - Ensino de Língua Espanhola e suas literaturas, tecnologias no ensino de língua espanhola, Gestão Educacional e Coordenação Pedagógica e Secretariado Executivo.

Referências

ADAMS, J. N. Bilingualism and the Latin Language. Cambridge; Cambridge University Press, 2004. 826p.

BAKHTIN, M. M. (Mikhail Mikhaĭlovich). Speech genres and other late essays. Translated by Vern W. McGee. Austin (Texas) University of Texas Press, 1986. 177p.

BERNS, Margie. Contexts of Competence: Sociocultural Considerations in Communicative Language Teaching. New York: Plenum, 1990. 186p.

BETTS, Gavin. Complete Latin. 3 ed. London: Hodder Education; New York: McGraw Hill, 2010a. 428p. (Teach Yourself Books).

BETTS, Gavin. Complete New Testament Greek. 2. ed. London: Hodder and Stoughton; New York McGraw Hill, 2010b. 292p. (Teach Yourself Books).

BETTS, Gavin; HENRY, Alan. Complete Ancient Greek. 3 ed. London: Hodder and Stoughton; New York: McGraw Hill, 2010c. 444p.(Teach Yourself Books).

GASCOYNE, Richard C. et al. Standards for Classical Language Learning. Oxford (OH): American Classical League, 1997. 48p.

GLARE P.G.W. (Ed.). Oxford Latin Dictionary. 2. ed. Oxford: At the Claredon Press, 2015. 2v. 2344p.

GRUBER-MILLER, John. When dead tongues speak: teaching beginning Greek and Latin. Edited by John Gruber-Miller. Oxford; New York: Oxford University Press, 2006. 238p. (Classical resources series / American Philological Association ; no. 6).

HERMENEUMATA Pseudodositheana Leidensia. Edidit Giuseppe Flammini. München; Leipzig: K. G. Saur Verlag GmbH, 2004. 125p. (Bibliotheca Scriptorvm Graecorvm et Romanorvm Tevbneriana).

KEAN, Jack; GRADY, Susan; SANDROCK, Paul. Wisconsin’s Model Academic Standards for Foreign Languages. Madison: Wisconsin Department of Public Instruction, 2001. 39p.

LIMA, Alceu Dias. Uma estranha língua?: questões de linguagem e método. São Paulo: Editora da Universidade Estadual Paulista, 1995. 168p. (Prismas)

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola, 2008. 296p. (Educação linguística).

SAUSSURE, Ferdinand de. Cours de Linguístique Générale. Publié par Charles Bailly et Albert Séchehaye avec collaboration de Albert Riedlinger. É dition critique préparé par Tullio de Mauro. Posface de Louis-Jean Calvet. Paris: Éditions Payot & Rivages, 1997. 520 p.

SAVIGNON, Sandra J. Communicative Language Teaching: Linguistic Theory and Classroom Practice. In: SAVIGNON, Sandra J. Interpreting communicative language teaching: contexts and concerns in teacher education. Edited by Sandra Savignon. New Haven; London: Yale University Press, 2002. p. 1-27.

Downloads

Publicado

2022-02-02

Como Citar

LIRA, D. P. de; SANTANA, R. da S. O ENSINO COMUNICATIVO DO LATIM COM FOCO NA INTERAÇÃO ENTRE A APRENDIZAGEM E O APRENDIZ. InterteXto, Uberaba, v. 14, n. Especial, p. 20–43, 2022. DOI: 10.18554/it.v14iEspecial.5547. Disponível em: https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/intertexto/article/view/5547. Acesso em: 4 out. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS DOSSIÊ "Um panorama do estudo do latim no Brasil"